Pontos deVistas

Se caminhar fizesse bem, o carteiro seria imortal.

Tocam os sinos na torre da igreja Anterior Seguinte

Tocam os sinos na torre da igreja

       Anterior Seguinte       

#Urbanism  #festasdopovo

Tocam os sinos na torre da igreja,
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Vai passando a procissão.

Pelas janelas, as mães e as filhas,
As colchas ricas, formando troféu.
E os lindos rostos, por trás das mantilhas,
Parecem anjos que vieram do Céu!

Com o calor, o Prior aflito.
E o povo ajoelha ao passar o andor.
Não há na aldeia nada mais bonito
Que estes passeios de Nosso Senhor!

Tocam os sinos na torre da igreja,
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Já passou a procissão.

Excerto da letra da música «Procissão», escrita por António Lopes Ribeiro.



@ Festas do Povo de Campo Maior de 2011.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2144
Publicação: 2014-04-18
Grupo: Urbanismos
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5.6
Distância focal: 20 mm
Velocidade do obturador: 1/1000 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Máscara Dois peixinhos Recarregar Sentido proibido Por trás e pela frente Sou pureza e inocência Objecto de mitos Cumulonimbus

  Escolha da semana

To whom it may concern: Grote bonte specht, Dendrocopos major
To whom it may concern: Grote bonte specht, Dendrocopos major

  Comentários

Existem 14 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Chica
em 2014-04-18 10:18:29

Lindíssima foto e adorei te ler!
Que tua Páscoa seja alegre e feliz! abraços, chica

02
Gravatar Willem
em 2014-04-18 10:49:01

Wonderful photo, photographed from a beautiful sight and
so beautiful against the blue sky.

03
Gravatar Jéfferson Cezimbra
em 2014-04-18 13:58:45

Gostei do ângulo e da perspectiva da imagem, mas se eu falar que também gostei do azul do céu, estarei sendo repetitivo e sou capaz de tomar uns "bofetes" do autor da foto rsrsrsrs
Abraço

04
Gravatar Ana Freire
em 2014-04-18 14:29:40

Também gosto da perspectiva, e desse branco fantástico, muito bem captado, que acentua esse manto azul do céu... impossível de conseguir, nesse tom, para o comum dos mortais... que fica com as nuvens, os aviões a passar, os rastos dos aviões, os postes de electricidade, os fios, os reflexos do sol...
Bela foto, mesmo!
Um abraço e boa Pascoa!
Ana

05
Gravatar Ana Lúcia
em 2014-04-18 17:03:52

Fez-me lembrar o véu de uma noiva...
Uma Santa Páscoa Remus.

06
Gravatar Jarek
em 2014-04-18 18:12:02

Easter is coming ... Beautiful photo!

07
Gravatar Elisa Fardilha
em 2014-04-18 20:20:52

Uma foto genial, com um ângulo fabuloso!

Deve ser uma Páscoa, algures numa aldeia de antanho...

Desejo-te uma Boa e Docinha Páscoa.

Beijinhos.

08
Gravatar Manu
em 2014-04-19 12:25:38

Este manto branco em frente da igreja, fascinou-me, aliás, a foto, toda ela está um espanto... as cores, a perspectiva, tudo!
Boa Páscoa Remus

09
Gravatar Alex
em 2014-04-20 17:06:48

e que bem que tocam... a igreja já esta engalanada para o efeito

10
Gravatar Lis
em 2014-04-22 01:13:00

A cor branca nunca consigo que fique boa, nítida_sempre embaçam rs
Ficou perfeita Remus
e o enquadramento deu o toque final,
adorei!

11
Gravatar Questiuncas
em 2014-04-22 15:31:02

Reparo que toda esta fotografia é uma descarada publicidade ao OMO.
É o céu imaculado, a igreja sem pinta de mancha e o branco do papel brilhante.

12
Gravatar Roadrunner
em 2014-04-28 15:36:32

Muito bonito, embora o tempo e dinheiro gastos pudessem ser empregues de uma forma mais proveitosa...

Saudações1

13
Gravatar Remus
em 2014-04-30 08:42:06

Estou muito grato pelas vossas palavras.

Eu não disse, mas se calhar devia ter dito, esta é mais uma fotografia que foi tirada quando fui às Festas do Povo de Campo Maior em 2011, a famosa festa das ruas enfeitadas com flores de papel e que já mostrei muitas fotografias.
Willem and Jarek: Thank you.
Jéfferson Cezimbra: Eu não dou "bofetes"... Se for para bater, é sempre à séria. :-D

14
Gravatar Flavio
em 2014-12-22 23:36:32

foi escrito por Antonio Lopes Vieira e não Ribeiro. O primeiro foi escritor enquanto que o segundo (o Ribeiro) foi cineasta.