Pontos deVistas

Para quem não sabe o "R" é o "P" a andar.

Chorei um rio Anterior Seguinte

Chorei um rio

       Anterior Seguinte       

#Water

Chorei um rio
que me trouxe ao colo
-ah, minhas águas sem dó,
meu trigo
que castiga
sem pedra ou mó!

Chora-me um rio
que trago em goles
-meu sangue adulterado,
meu vinho
do respigo
nunca vindimado...

Choro ainda e rio
de amor não consumado

e sulco em mim um rio:

serei sempre terra,
margem,
do Douro meu amado.

Poema «Chora-me um rio...» de Teresa Teixeira.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2322
Publicação: 2014-12-08
Grupo: Água
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 8
Distância focal: 18 mm
Velocidade do obturador: 1/250 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

(A)corda Tubérculos de nabo Pé alto Em movimento O quê? Não dá o xicolate!? ... como não deu, aqui vai. O espectro da solidão Sou como um rio

  Escolha da semana

Efémera: Alta Velocidade
Efémera: Alta Velocidade

  Comentários

Existem 28 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Elisa Fardilha
em 2014-12-08 18:24:22

Que maravilha de foto! Brilhante!

A neblina acentuou-lhe a beleza!

Beijinhos.

02
Gravatar Ana Freire
em 2014-12-08 20:07:00

Prontos!... Prontos!...
Não chore mais, Remus, senão ainda há cheias no Douro...
De certeza que o Questiuncas lhe vai oferecer um xicolate pelo Natal...
De tanto chorar, até os olhos do Remus estão embaciados... ai não... é neblina mesmo...
Sendo assim... a foto está perfeita, com esta neblina que suaviza apenas uma das margens.
Vá lá... Já passou... Quer um lencinho?...

03
Gravatar João Menéres
em 2014-12-08 22:53:37

Um magnífico amanhecer e uma gaivota que se prepara para a sua higiene!
Magnífica, REMUS !

Eu já me deixei de madrugar para fotografar... Pelo menos nestas manhãs geladas!
Tenho que cuidar da minha saúde.
Felicito-o por esta maravilhosa imagem do Douro.

Um abraço.

04
Gravatar João Menéres
em 2014-12-08 22:55:50

A poesia é muito linda!
Teresa Teixeira?
- Não me lembro de alguma vez ter lido algo dela.

05
Gravatar Questiuncas
em 2014-12-09 10:50:24

Ali está a desgraçada da gaivota e voar baixinho, deve estar pesada (de peso e de consciência) por causa do xicolate que me roubou.
Pena, uma fotografia tão bela lembrar-me um triste assunto. Não dá para retirar a ladra-gulosa da gaivota com o GIMP?

06
Gravatar Fernando Santos (chana)
em 2014-12-09 13:11:59

Excelente fotografia do Douro....
Um abraço

07
Gravatar Manu
em 2014-12-09 16:42:55

Falar muito sobre esta foto, acho que só ia estragar, portanto limito-me a dizer que fiquei fascinada!

08
Gravatar Willem
em 2014-12-09 17:47:39

Beautifully photographed the atmosphere here, interesting shot.

09
Gravatar Pat
em 2014-12-09 19:38:06

very beautiful bridge in the fog!

10
Gravatar Lis
em 2014-12-09 21:51:42

Aprendi que quase sempre as neblinas trazem o sol e essa foto dá essa ideia de claridade por detrás da margem.
Gosto também do poema,
_ "chorar um rio" destrava o coração...não?
abraço

11
Gravatar Rute
em 2014-12-10 03:24:01

...e eu chorei um mar... que poema tão bonito e tão adequado ao nosso Douro. A fotografia está linda. vou sair de fininho porque não quero estragar... está tudo perfeito.
1 beijo

12
Gravatar Roadrunner
em 2014-12-10 13:55:15

Excelente foto com a névoa a dar um toque de mistério...

Saudações!

13
Gravatar Paulo César Silva
em 2014-12-10 22:52:35

fantástica imagem... esta neblina ficou espectacular!
e da neblina pode aparecer 2 coisas: ou o D. Sebastião (pouco provavel) ou uma gaivota com o prometido xicolate (ainda menus provavel)! :D

14
Gravatar Alex
em 2014-12-11 02:38:48

esta neblina... ai ai.... q dor no cotovelo... :)

15
Gravatar Cristina
em 2014-12-11 20:43:03

Adoro a foto, adoro o Porto!

16
Gravatar Jéfferson Cezimbra
em 2014-12-13 00:06:43

Bela foto em um belíssimo sítio que pretendo um dia conhecer.
Abraço

17
Gravatar Jarek
em 2014-12-16 20:04:30

Beautiful, almost monochrome image. Just awesome!

18
Gravatar Luis Lapa
em 2014-12-16 23:32:17

Magnifica foto amigo!!

19
Gravatar Dalmeida
em 2014-12-17 18:52:04

Poema lindíssimo... mais que arrebatado, profundíssimo!...
Bem acompanhado pela fotografia, em especial pelo momento e dia escolhidos... tons e luminosidades a condizer.
Só me resta esperar que esse amor não consumado se mantenha no poema, ó Remus!

20
Gravatar Gonçalo
em 2014-12-22 22:34:33

Grande foto Remus!! Se tivesse um pouco cortada em baixo talvez ficaees melhor, mas mesmo assim é esplêndida!

21
Gravatar Remus
em 2014-12-23 14:55:09

Estou-vos muito agradecido pelos vossos comentários e considerações.

Ana Freire: O lencinho é de pano ou de papel? :-P
Questiuncas: O meu Gimp não retira nada. Só corta, endireita e converte. :!:
Willem and Jarek: Thank you.
Pat: Merci.
Gonçalo: Ou seja, com menos rio e mais rectangular?

22
Gravatar Ana Lúcia
em 2014-12-23 17:57:13

Nostálgica...

23
Gravatar Teresa Teixeira
em 2015-03-04 03:35:33

Obrigada por "legendar" o meu poema com tão bela fotografia, Remus. Agradeço também a todos quantos me leram sentindo :)

24
Gravatar Ana Simões
em 2017-01-16 22:45:54

Lindíssima!!!

25
Gravatar João Menéres
em 2017-01-16 23:29:59

Parabéns (MUITOS!) pela bela (MUITO BELA!) POESIA.
Não a lera em 2014.

26
Gravatar João Menéres
em 2017-01-16 23:30:56

Ai que afinal lera!!!

27
Gravatar Mário
em 2017-01-19 16:49:38

É o Porto, visto por Remus, com neblina, num ângulo novo, pouco visto. É uma fotografia especial, que o Porto agradece. Parabéns, um abraço.

28
Gravatar Mariam
em 2017-01-27 00:55:45

Muito bom! Tudo. Foto, poesia, Porto! Beijinhos :)