Pontos deVistas

O essencial é invisível aos olhos.

Tinha paixão? Anterior Seguinte

Tinha paixão?

       Anterior Seguinte       

#filmphoto  #Water

Li algures que os gregos antigos não escreviam necrológios,
quando alguém morria perguntavam apenas:
tinha paixão?
quando alguém morre também eu quero saber da qualidade da sua paixão:
se tinha paixão pelas coisas gerais,
água,
música,
pelo talento de algumas palavras para se moverem no caos,
pelo corpo salvo dos seus precipícios com destino à glória,
paixão pela paixão,
tinha?
e então indago de mim se eu próprio tenho paixão,
se posso morrer gregamente,
que paixão?
os grandes animais selvagens extinguem-se na terra,
os grandes poemas desaparecem nas grandes línguas que desaparecem,
homens e mulheres perdem a aura
na usura,
na política,
no comércio,
na indústria,
dedos conexos, há dedos que se inspiram nos objectos à espera,
trémulos objectos entrando e saindo
dos dez tão poucos dedos para tantos
objectos do mundo
e o que há assim no mundo que responda à pergunta grega,
pode manter-se a paixão com fruta comida ainda viva,
e fazer depois com sal grosso uma canção curtida pelas cicatrizes,
palavra soprada a que forno com que fôlego,
que alguém perguntasse: tinha paixão?
afastem de mim a pimenta-do-reino, o gengibre, o cravo-da-índia,
ponham muito alto a música e que eu dance,
fluido, infindável,
apanhado por toda a luz antiga e moderna,
os cegos, os temperados, ah não, que ao menos me encontrasse a paixão e eu me perdesse nela,
a paixão grega.

Poema de Herberto Helder.

Fotografia tirada pela máquina analógica Praktica MTL 5 e com um rolo Fujifilm Superia 200, expirado em Novembro de 2013 (8 meses antes da fotografia ter sido tirada).
Distância focal: 28mm.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2586
Publicação: 2015-11-21
Grupo: Água
Câmara: Praktica MTL 5
Abertura:
Distância focal:
Velocidade do obturador:
Flash:

  Mais fotografias

Construir com Lego Desenrasco do dia Torre de líquenes Ela é uma cobra É duplo Natal! Claustro de D. Dinis Colza Principia Mathematica

  Escolha da semana

Gootchaï 's Photoblog: Quand les nuages se mirent dans l'eau
Gootchaï 's Photoblog: Quand les nuages se mirent dans l'eau

  Comentários

Existem 14 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Rute
em 2015-11-21 15:53:30

Extraordinário post! Adorei mesmo. O texto é espectacular, achei-o maravilhoso... " Tinha paixão"? Acho que nunca mais me vou esquecer desta frase e do seu/meu significado. A fotografia a ombrear com o texto, lindíssima também! Muito obrigada por este momento tão intenso.
Bom fim-de-semana e um beijinho :)

02
Gravatar Willem
em 2015-11-21 16:12:30

Amazing photo.
Beautifully photographed the atmosphere and also a nice composition.

03
Gravatar Elisa Fardilha
em 2015-11-21 19:04:28

Uma paixão de foto!

Sublime! Adorei!10**********.

O poema é belíssimo!

Beijinhos.

04
Gravatar Lis
em 2015-11-22 14:28:47

Também quero morrer assim 'gregamente'_ apaixonada.
Viver sem paixao nada tem sabor.
Linda foto, lindo poema.
me apaixonei ... rs
abraços e boa semana

05
Gravatar Pat
em 2015-11-22 19:28:04

Excellent framing on the sadness of the boat

06
Gravatar Pc Silva
em 2015-11-22 22:46:10

adorei o poema (não conhecia) e a foto muito bem tirada ilustra bem o poema. de certeza que o barco teve paixão.
lá para os lados da pateira de fermentelos é que há muitos barcos destes, foi lá tirada?!?!

07
Gravatar Photo Attraction
em 2015-11-23 08:56:32

Grande fotografia, cheia de sentimento.

08
Gravatar Roadrunner
em 2015-11-24 14:56:21

Foi atacado por um tubarão?

09
Gravatar Alex
em 2015-11-26 01:50:39

brilhante... adoro...

10
Gravatar Ana Lúcia
em 2015-11-27 22:41:41

Simplesmente, magnífica. :)

11
Gravatar Luislapa
em 2015-11-27 22:45:58

Mt bom mesmo!!

12
Gravatar Olivier
em 2015-12-09 12:30:33

Perfect. Very very nice.... Just.... woawww!!!
My compliments.

13
Gravatar Jéfferson Cezimbra
em 2015-12-23 20:14:36

A fotografia me pareceu mto enigmática.
Ficaria muito bem no cartaz de um filme de suspense no lago, tipo sexta-feira 13 rsrsrs
Abraço

14
Gravatar Remus
em 2015-12-23 20:18:02

Obrigado pelas vossas visitas e comentários. Muitos destacaram o belo poema de Herberto Helder, infelizmente penso que é um poeta muito desconhecido por todos nós e que merecia maior divulgação.

Rute: Muito obrigado.
Willem: Thank you.
Pat et Olivier: Merci.
Pc Silva: Foi sim senhor... ;-)
Roadrunner: Foi atacado pelo desleixo...