Pontos deVistas

Aqueles que não fazem nada estão sempre dispostos a criticar os que fazem algo.

Ninguém vos vê chorar Anterior Seguinte

Ninguém vos vê chorar

       Anterior Seguinte       

#Water

É triste, diz a gente, a vastidão
Do mar imenso! E aquela voz fatal
Com que ele fala, agita o nosso mal!
E a Noite é triste como a Extrema-Unção!

É triste e dilacera o coração
Um poente do nosso Portugal!
E não vêem que eu sou... eu... afinal,
A coisa mais magoada das que são?! ...

Poentes de agonia trago-os eu
Dentro de mim e tudo quanto é meu
É um triste poente de amargura!

E a vastidão do Mar, toda essa água
Trago-a dentro de mim num mar de Mágoa!
E a noite sou eu própria! A Noite escura!!

Soneto «Mais Triste» de Florbela Espanca.

#Flinpo #Saudade

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2652
Publicação: 2016-02-16
Grupo: Água
Câmara: COOLPIX L29
Abertura: f 14
Distância focal: 17.6 mm
Velocidade do obturador: 1/400 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Praesepium Silhuetas nocturnas Quivis Garras Lima que limpa Nem negra nem azul Mítica cidade de Atlântida «Eriobotrya Japonica»

  Escolha da semana

Efémera: Alta Velocidade
Efémera: Alta Velocidade

  Comentários

Existem 15 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Jarek
em 2016-02-16 11:17:17

Powerful one

02
Gravatar Photo Attraction
em 2016-02-16 11:17:35

Uma fotografia fantástica com um título e um poema bastante "negros".
Gosto dos três se bem que não me parece que "encaixem" bem...

03
Gravatar Ana Freire
em 2016-02-16 11:38:59

Livra!
Cruzes!
Credo!
Que deprimência!...
Mal empregada foto... Que post tenebroso!
Só de colar de alhos, ao pescoço, e crucifixo na mão, quando... e se...vier aqui novamente...
Livra! Fuuuuuuuuuui!...

04
Gravatar João Menéres
em 2016-02-16 12:30:21

Quando chora é já debaixo do lençol de água.

05
Gravatar Manu
em 2016-02-16 14:45:13

Quando venho aqui é sobretudo para apreciar a foto e esta está divinal, o resto são detalhes que de modo nenhum alteram a beleza da foto :P

06
Gravatar Carla Brito
em 2016-02-16 17:03:34

Saudades de ver esse pôr-do-sol!

07
Gravatar Ana Freire
em 2016-02-16 21:48:15

Sorry! Foi mais forte... não resisti... aqui fica... :D

https://www.youtube.com/watch?v=8KIgMqLFMNA

08
Gravatar Alex
em 2016-02-16 23:18:18

deliciosa!

palavras e imagem

09
Gravatar Questiuncas
em 2016-02-17 13:53:38

Fantástico flare, até vieram as lágrimas aos olhos.
Felizmente não estava ninguém para ver.

10
Gravatar Willem
em 2016-02-17 18:24:49

Excellent compo and exposure, a lovely photo as result.

11
Gravatar Elisa Fardilha
em 2016-02-18 20:03:02

Magnífica e mágica foto que merecia outro poema!

Beijinhos.

12
Gravatar Mariam
em 2016-02-20 12:17:49

Belo, foto & poema! embora pareça paradoxal a beleza e calor da foto com tristeza cinzenta do poema... pois então eu consegui 'ver' muito sentido neste post, talvez um dia lhe conte porquê :) beijinhos

13
Gravatar Pc Silva
em 2016-02-20 19:09:08

o por do sol às vezes é triste e deprimente... outras vezes é o inicio de muita alegria e felicidade.
esta foto dava para ambas as situações. muito bem conseguida, boas cores e até o flare é bonito!

14
Gravatar Ana Lúcia
em 2016-03-12 15:59:09

As lágrimas que choramos para dentro são mais tristes. Belo pôr do sol. Espero que estejas feliz e a sorrir.

15
Gravatar Remus
em 2016-03-24 23:02:59

Obrigado pelos vossos comentários. Como tudo na vida, também na fotografia por vezes existem momentos mais negros.

Jarek and Willem: Thank you.
Mariam: Muito obrigado.
Ana Lúcia: Está tudo bem. Obrigado pelo cuidado.