Pontos deVistas

Errar é humano. Ser apanhado em flagrante é burrice.

Quando o vento mal bulia Anterior Seguinte

Quando o vento mal bulia

       Anterior Seguinte       

#Water

O Fado nasceu um dia,
quando o vento mal bulia
e o céu o mar prolongava,
na amurada dum veleiro,
no peito dum marinheiro
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

Ai, que lindeza tamanha,
meu chão, meu monte, meu vale,
de folhas, flores, frutas de oiro,
vê se vês terras de Espanha,
areias de Portugal,
olhar ceguinho de choro.

(...)

Mãe, adeus. Adeus, Maria.
Guarda bem no teu sentido
que aqui te faço uma jura:
que ou te levo à sacristia,
ou foi Deus que foi servido
dar-me no mar sepultura.

Ora eis que embora outro dia,
quando o vento nem bulia
e o céu o mar prolongava,
à proa de outro veleiro
velava outro marinheiro
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

Excerto do poema «Fado Português» de José Régio.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2883
Publicação: 2016-12-16
Grupo: Água
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 7.1
Distância focal: 52.6 mm
Velocidade do obturador: 1/1500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Teus salpicos Gravura metal Pernilongo Entre linhas e memórias Existiu alguma transformação? Texto velho, texto novo Zangado com a manjedoura? G2

  Escolha da semana

Efémera: Alta Velocidade
Efémera: Alta Velocidade

  Comentários

Existem 14 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Steven
em 2016-12-16 18:52:12

Such a tranquil composition that you've captured here!! One can almost feel the stillness of this shot.

02
Gravatar Willem
em 2016-12-16 20:12:07

Wonderful Remus.

03
Gravatar Omid
em 2016-12-16 20:40:58

L O V E L Y!

04
Gravatar Ana Simões
em 2016-12-16 21:18:56

Gosto muito da composição e tonalidade. Linda!!!
BFS

05
Gravatar Manu
em 2016-12-16 21:36:47

Uma foto que inspira paz e que nos transporta a mares calmos e a brisas suaves. Se pudesse dava uma voltinha, gosto de veleiros e gostei da foto e doa tons.

06
Gravatar Oldshutterhand
em 2016-12-17 10:00:41

Perfect layout!

07
Gravatar Martine Libouton
em 2016-12-17 11:29:51

Magnifique

08
Gravatar Sr Solitário
em 2016-12-17 11:51:56

Que bonita! Excelente foto como sempre.
Um abraço.

09
Gravatar João Menéres
em 2016-12-17 15:53:31

Estranha a embarcação...
Muito casco para pouca vela.

10
Gravatar Elisa Fardilha
em 2016-12-18 21:07:37

Magníficos tons de um entardecer em dia de calmaria.
Amei a foto. Um belíssimo postal ilustrado!

Beijinhos.

11
Gravatar Ana Lúcia
em 2016-12-22 09:47:20

Poética.

12
Gravatar Alex
em 2016-12-23 23:07:29

bem.. a vela do barco tem uma luz espetacular... tecnicamente a regra dos terços está belíssimamente aplicada, "aflige-me" um pouco aquela faixa tão negra... mas eu teria feito melhor... por isso, parabéns!

13
Gravatar Omar
em 2016-12-27 16:07:59

thumb up!

14
Gravatar Remus
em 2017-01-21 17:29:07

Muito obrigado pelas vossas palavras e visitas.

Steven, Willem, Omid, Omar and Oldshutterhand: Thank you.
Martine Libouton: Merci.