Pontos deVistas

Pense globalmente e actue localmente.

Proa imaginária Anterior Seguinte

Proa imaginária

       Anterior Seguinte       

#Graphic

Pinta-se o céu de negras aguarelas;
Rasgam-no, de alto a baixo,
Centelhas amarelas
E grita irada, a voz de algum trovão.

Na praia choram
As mulheres dos pescadores
E sou, no sonho, a Figura de Proa
da barca de insuspeitos pecadores...

Eu, que tenho medo
Dos líquidos abismos
E da dureza impenetrável dos rochedos,
A condenar-me a morrer de mil medos
Num negro mar que me desconhecia...

E, do fundo do mar, um deus rugia:
- Por mim não passarás impunemente!
Mas oiço a minha voz que lhe pedia:
- Salve-se, ao menos, a tripulação!
Reboa a gargalhada em que o deus respondia:

- Quem és, insignificante criatura,
Que prezas vida que não seja a tua?

- Sou quem da barca se fez capitão,
E, por amor de quem nela labuta,
Tomo o seu leme nesta minha mão!

Neptuno troça, mas abranda a fúria,
Vulcano cala as vozes do trovão
E a Barca, então, balança, docemente,
Como se o Universo inteiro, de repente,
Se comovesse com tal devoção...

Poema «Figura de Proa» de Maria João Brito de Sousa.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2907
Publicação: 2017-01-17
Grupo: Grafismos
Câmara: COOLPIX L29
Abertura: f 3.2
Distância focal: 4.6 mm
Velocidade do obturador: 1/60 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Uma espécie de selfie Flor de Inverno Com esperança ( o ) Jarra com tulipas Espreitei e nada vi... Peristilo Composições figurativas

  Escolha da semana

Histórias do Lobo Bom: Bailarinas
Histórias do Lobo Bom: Bailarinas

  Comentários

Existem 18 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Willem
em 2017-01-17 10:48:22

In all its simplicity: wonderful.

02
Gravatar Kaipiroska
em 2017-01-17 12:52:15

Imaginação sim para ver e concretizar esta ideia de foto :)

03
Gravatar Steven
em 2017-01-17 12:55:51

Striking colors captured here with a great interpretation!!

04
Gravatar Martine Libouton
em 2017-01-17 13:21:45

J'aime beaucoup!!!!

05
Gravatar Manu
em 2017-01-17 13:25:17

Aqui está a prova como de uma coisa simples se faz uma bonita fotografia.

06
Gravatar Dida
em 2017-01-17 15:44:42

Gosto da imagem que nos provoca curiosidade e nos faz pensar. Gosto do poema que escolheu.
Parabéns

07
Gravatar Omid
em 2017-01-17 16:30:27

Excellent!
Lovely graphics & colors!

08
Gravatar L Reis
em 2017-01-17 18:22:53

Masoquéquéisto???
Então mas isto agora é assim? Pega-se em duas singelas corzinhas, carrega-se num botanito e pronto, sai assim uma espetacular imagem, vibrante de cor e com uma simplicidade estética do melhor... ah pois... a vida para alguns não custa nada!
(Pormenor preferido: adorei o corte nítido à esquerda, suavizado pelo ligeiro desfoque à direita)

09
Gravatar João Menéres
em 2017-01-17 20:21:39

Fantástico grafismo!!!

(Depois vou ler o poema).

10
Gravatar João Menéres
em 2017-01-17 20:23:15

LINA: AQUILO sou eu a chamar-te!

11
Gravatar Ana Lúcia
em 2017-01-17 20:27:19

Grande capitão! salvou a barca, que tão alegre de colorida não poderia afundar.

12
Gravatar João Menéres
em 2017-01-18 00:50:59

Felicito a MARIA JOÃO por tão perfeito e significativo poema!

13
Gravatar Sr Solitário
em 2017-01-18 11:34:56

Adoro estes detalhes que a técnica da fotografia proporciona.
Um abraço.

14
Gravatar Elisa Fardilha
em 2017-01-19 17:41:02

A beleza da simplicidade neste original foto!

Beijinhos.

15
Gravatar Rute
em 2017-01-19 19:59:56

Não é uma fotografia que eu aprecie, de uma maneira geral, mas gosto do contraste criado por duas cores tão 'fortes'.
1 beijo

16
Gravatar Luislapa
em 2017-01-20 19:40:24

Gosto disto!!

17
Gravatar Alex
em 2017-02-06 23:22:14

cores fortissimas.. :) e porque não uma proa... sim... cada um imagina o que quer :)

18
Gravatar Remus
em 2017-02-21 12:28:12

Estou grato pelas vossas visitas e comentários. Eles são sempre muito importantes.

Willem, Steven and Omid: Thank you.
Martine Libouton: Merci.
Alex : Ora nem mais. Não existem limites para a imaginação. ;-)