Pontos deVistas

O essencial é invisível aos olhos.

Amor com amor se paga! Anterior Seguinte

Amor com amor se paga!

       Anterior Seguinte       

#General  #duplaR&R

Primeiro eram as borboletas a esvoaçar dentro do peito mas aí ainda não era o amor, era apenas e só, o corpo que sem saber, se transformava serenamente para O receber na sua forma mais completa e plena e na doce ignorância de quem adivinha que aí vem algo feliz mas desconhece completamente o tamanho dessa felicidade.
E o amor chegou sereno e reconheceu a pele, o cheiro e a quentura da sua própria essência, despiu a roupa porque também sem ela nasceu. O amor é nu, completamente despido de indumentárias ricas ou pobres! E as borboletas continuam a esvoaçar-me dentro do peito... olhos nos olhos, brilhantes, as mão acariciando cabelos e cheirando-os, fazendo o reconhecimento e depois o mergulho no outro, o mergulho mais perfeito que alguma vez vi, sublime!
Parece um feito impossível de realizar, mas não é pois nesta altura os corpo já derreteram até atingir o estado liquido, onde já não há esqueleto, nem ossos alguns... apenas liquido, escorrendo no cerne, no âmago do que é a vida.
São raros momentos perfeitos... amor com amor se paga!

Ela prometeu e cumpriu! Para a parceria Dupla R&R neste mês de Abril, não foi necessário surripiar, sorratear ou desviar nenhum texto. A Rute escreveu de propósito para esta fotografia. Então aproveitemos e desfrutemos das suas palavras sempre certeiras. Já em relação à fotografia, ela não apresenta nada de novo, até porque já apareceu por aqui uma outra do mesmo género, mas foi o que se arranjou.
;-)

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2983
Publicação: 2017-04-27
Grupo: Geral
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5.6
Distância focal: 200 mm
Velocidade do obturador: 1/125 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Segurar a lâmpada Livro infantil Por aqui também há rosas Rua das Laranjeiras Sejam puros Hoje, já te disse que te amo? Mapa O que as paredes vos dizem?

  Escolha da semana

Gootchaï 's Photoblog: Quand les nuages se mirent dans l'eau
Gootchaï 's Photoblog: Quand les nuages se mirent dans l'eau

  Comentários

Existem 13 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar João Menéres
em 2017-04-27 16:57:42

Quantos amores não acabam em ódios...
AMOR e ÓDIO sentimentos siameses.

02
Gravatar Manu
em 2017-04-27 17:11:16

E viva o Amor aqui traduzido numa bela foto acompanhado com um excelente texto.
A dupla R&R continua em grande, parabéns!

03
Gravatar Steven
em 2017-04-27 19:31:57

An interesting feeling this composition evokes... as if love can be found if you just scratch below the surface of hate.

04
Gravatar Willem
em 2017-04-27 20:26:28

Beautifully done Remus, fantastic result.

05
Gravatar Dida
em 2017-04-28 15:49:56

Sim. Só dando se recebe. Estamos de acordo.
A foto e as palavras estão como o chouriço para a broa :-)
Combinadíssimo!
Parabéns aos dois.

06
Gravatar Lis
em 2017-04-28 16:40:57

As duas palavras são fortes _ o Amor sempre vence.
A foto com o destaque é o sinal.
E a crônica, perfeita!

07
Gravatar Elisa Fardilha
em 2017-04-28 17:51:34

Mais um momento fantástico da famosa dupla R&R.

Foto e texto em total sintonia.
Parabéns aos dois.

Beijinhos.

08
Gravatar Ana Lúcia
em 2017-04-28 18:30:39

Nunca odiei ninguém que amei.
Mas o título... Quantos amam e não são amados?

09
Gravatar L Reis
em 2017-04-28 19:38:21

Mas isto agora é em dose dupla??!!! Eu até já quase me tinha esquecido de que esta fotografia tinha alguma vez existido e pumba, levo com uma irmã gémea! Mas isto é normal? Mas isto faz-se? Apetece-me pegar numa folha de papel e escrever: "Ai, QUE ÓDIO", até o metacarpo me doer!
Se não fosse o efeito calmante das sempre belas palavras da Rute (que é outra que também me deixa à beira do desassossego), isto hoje era até capaz de dar mau resultado!
E digo mais: Uma parceria como esta não deveria ser permitida em território nacional e já agora, nem em território estrangeiro. Estas ofensivas criativas da "Dupla R&R" perturbam-me!

10
Gravatar Ana Simões
em 2017-05-03 10:47:19

Parabéns à dupla, sempre "sai" um trabalho fabuloso. adoro o que a Rute escreve! Parabéns!!
Adoro a foto focando onde a originalidade mais uma vez é rainha. Esta folhinha de papel (vegetal) creio?? rasgada no ponto bem escolhido, pelo fotografo deixando bem visível a palavra crucial para a vida. AMOR, seja ele do género que for... quem pode viver sem ele? Eu não!
Muitos parabéns pela foto está magnifica!!
bjs aos dois.

11
Gravatar Alex
em 2017-05-11 23:51:25

amei!

12
Gravatar Cristina
em 2017-05-12 20:45:03

Perfeita!!!

13
Gravatar Remus
em 2017-05-24 21:56:01

Obrigado pelas vossas palavras e muito obrigado à Rute, pelas palavras que emprestou à fotografia.

Steven and Willem: Thank you.
Ana Lúcia: E fica a pergunta no ar...
L Reis: Esta parceria não é de território nacional nem estrangeiro. É uma parceria do território metafísico. :-)