Pontos deVistas

Nas minhas fotos 3x4 fico 12 vezes mais feio.

Cerca de grandes muros Anterior Seguinte

Cerca de grandes muros

       Anterior Seguinte       

#General

Cerca de grandes muros quem te sonhas.
Depois, onde é visível o jardim
Através do portão de grade dada,
Põe quantas flores são as mais risonhas,
Para que te conheçam só assim.
Onde ninguém o vir não ponhas nada.

Faz canteiros como os que outros têm,
Onde os olhares possam entrever
O teu jardim como lho vais mostrar.
Mas onde és teu, e nunca o vê ninguém
Deixa as flores que vêm do chão crescer
E deixa as ervas naturais medrar.

Faz de ti um duplo ser guardado;
E que ninguém, que veja e fite, possa
Saber mais que um jardim de quem tu és –
Um jardim ostensivo e reservado,
Por trás do qual a flor nativa roça
A erva tão pobre que nem tu a vês...

Poema «Conselho» de Fernando Pessoa.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 1949
Publicação: 2013-08-04
Grupo: Geral
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 3.2
Distância focal: 39.5 mm
Velocidade do obturador: 1/500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Fruto mau Ser as mãos que lavram a terra Electrificação Sem cabeça Almoço sincronizado Combinação secreta Só ele, vale 30% Ordem crescente

  Escolha da semana

Arco-Íris Reloaded: Café de chicória
Arco-Íris Reloaded: Café de chicória

  Comentários

Existem 14 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Willem
em 2013-08-04 16:30:12

Pretty relaxing photo with a nice Dof.

02
Gravatar João Menéres
em 2013-08-04 18:07:59

Perfeita conjugação de Pessoa com esta do Remus !

Abraço sempre com muita admiração.

03
Gravatar Vera Cymbron
em 2013-08-04 19:47:08

Aqui há umas coisas parecidas mas em laranja para as vacas e é ligado à luz e dá choques para elas não fugirem para onde não devem...

04
Gravatar Ana Lúcia
em 2013-08-04 21:31:59

:( Hummmmm... não gosto de cercas! Existe uma num sítio onde vou fotografar borboletas que já me rasgou as calças!

05
Gravatar L Reis
em 2013-08-04 23:12:34

Vem-se de longe, para chegar aqui e dar de caras com o Fernando, aquele que era muito pessoa e, por isso mesmo, ser raro entre os mortais e com esta habilidade remuseana de pespegar numa fotografia um tubo de metal trespassado por um fiozinho branco e fazer-nos gostar da coisa(sendo a "coisa" a fotografia)...isto não pode fazer bem a ninguém!

06
Gravatar Tossan
em 2013-08-05 03:50:56

Entre as cercas e os poemas
o homem se banha de terra e infinito.
A foto é muito bonita! Abraço

07
Gravatar Zekarlos
em 2013-08-05 14:11:20

Fixe, muito bom este post. Grande composição. Abraço

08
Gravatar Helena Prata
em 2013-08-05 19:22:45

Gosto do bokeh e do poema que tão bem acompanha esta imagem.

09
Gravatar Elisa Fardilha
em 2013-08-05 19:47:05

Adorei o post. poema e foto em total sintonia.

Odeio que me cerquem!
A foto está linda, mesmo sendo uma cerca!

Beijinhos.

10
Gravatar Roadrunner
em 2013-08-05 22:25:32

Hummm, já não se fazem cercas como antigamente...

11
Gravatar Manu
em 2013-08-06 09:56:43

Há cercas que são mesmo necessárias, outras que se dispensavam, esta por exemplo não prescindo dela, está muito bem fotografada e o poema, ai esse é daqueles que nos tocam, ou não fosse ele de Pessoa

12
Gravatar Rian
em 2013-08-09 15:01:20

isso não é algo que poderia facilmente me impedir de cruzar .. :) nice shot!

13
Gravatar Remus
em 2013-08-17 21:35:23

Estou muito agradecido pelos vossos comentários.

Willem and Rian: Thank you.
Vera Cymbron: E se as vacas gostarem de apanhar uns choques?
Ana Lúcia: Mas esta não rasga nada. É de um fio plástico liso e fino. :-)

14
Gravatar Alex
em 2013-08-22 19:37:09

o verde que relaxa e acalma....