Pontos deVistas

Nem relógio trabalha de graça.

Todo o tempo Anterior Seguinte

Todo o tempo

       Anterior Seguinte       

#Water

Todo o tempo é de poesia

Desde a névoa da manhã
à névoa do outro dia.
Desde a quentura do ventre
à frigidez da agonia

Todo o tempo é de poesia

Entre bombas que deflagram.
Corolas que se desdobram.
Corpos que em sangue soçobram.
Vidas qu'a amar se consagram.

Sob a cúpula sombria
das mãos que pedem vingança.
Sob o arco da aliança
da celeste alegoria.

Todo o tempo é de poesia.

Desde a arrumação ao caos
à confusão da harmonia.

Poema «Tempo de Poesia» de António Gedeão.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3433
Publicação: 2018-12-11
Grupo: Água
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5.6
Distância focal: 200 mm
Velocidade do obturador: 1/200 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Buçaquinho Procuro por ti 14.º aniversário do Pontos de Vistas Só nós dois É uma muralha de suficiência Trissulfeto de dialila Meio translúcido Todos os cogumelos são comestíveis...

  Escolha da semana

In' Pression a LUZ: {hino}
In' Pression a LUZ: {hino}

  Comentários

Existem 6 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Chica
em 2018-12-11 09:21:57

Maravilha!!! abração, tudo de bom, chica

02
Gravatar Willem
em 2018-12-11 09:59:35

Wonderful view and photo.

03
Gravatar Maria Antonieta
em 2018-12-11 12:32:19

Também por aqui, o tempo é de Poesia!
Um verdadeiro Poema
é esta belíssima fotografia...

Parabéns... Parabéns!! :)

04
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-12-11 17:12:15

Uma só palavra:

SUBLIME!

Beijinhos.

05
Gravatar Steven
em 2018-12-11 18:02:19

Glorious composition with beautiful colors!! And a great poem to accommodate this!

06
Gravatar Dida
em 2018-12-11 19:23:28

Olha que lindooooo
O maroto do sol fugia... fugia...
E transbordou de encanto e deixou no ar a magia do entardecer.
Conseguiste um momento muito bonito Remus.
Parabéns