Pontos deVistas

A alegria não está nas coisas, mas em nós.

Ir embora Anterior Seguinte

Ir embora

       Anterior Seguinte       

#Fauna

Está na minha hora de ir embora
para longe daquilo que construi.
Para bem longe, daqui para fora,
das cinzas onde me consumi.

Sei bem que não posso mais ficar
no chão queimado de desgosto,
onde teimo em me dissipar e arrastar
na corroída sombra do sol posto.

É chegada a hora de ir embora
sem olhar para trás das costas.
Sim, está na minha hora!

Tenho que esquecer quem chora
também eu chorei demais nessas encostas.
Já está mais do que na hora!

Soneto «Hora de ir embora» de Patrícia Madeira

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 1236
Publicação: 2010-12-13
Grupo: Fauna
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 3.7
Distância focal: 63 mm
Velocidade do obturador: 1/500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Medidor de tempo Um dia no caminho Aconchego CND Emboscado Ponte do almirante Vapor & frio Nunca a vida é vã

  Escolha da semana

Omid: .
Omid: .

  Comentários

Existem 25 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Ana Lúcia
em 2010-12-13 19:24:30

A foto está simplesmente maravilhosa. Magnífica. Cor e profundidade de campo.
O soneto é lindo, mas deixa-me triste.

P.S.- adorei a nova imagem do Pontos de Vista. Muito bom gosto

02
Gravatar Fernando Santos ( Chana )
em 2010-12-13 19:55:12

Bela fotografia...belo poema...Excelente....
Um abraço

03
Gravatar João Menéres
em 2010-12-13 19:56:08

Excelente vôo !
Magnífica a luz incidente !
Lindíssimo pano de fundo !

Parabéns.

04
Gravatar Pedro
em 2010-12-13 20:07:01

O poema é muito bonito e a fotografia nao lhe fica nada atrás...
Quero também dar-lhe os parabéns pelo topo do blog, mais um pormenor de muito bom gosto :)

05
Gravatar Gonçalo
em 2010-12-13 21:52:03

Epá, se fico um pouco mais de tempo sem cá vir, quando volto já está tudo mudado!! Ela assim que te viu apontar a lente "foi-se embora". A cor está muito boa.

06
Gravatar Hugo
em 2010-12-13 21:56:26

Excelente fotografia e de difícil captura. Excepto quando estão embalsamadas, o que não foi o caso! :)

07
Gravatar Djib
em 2010-12-13 22:18:00

Very nice shot, quiet and peaceful. I guess that was shot either late or early in the day: the colours are great!

08
Gravatar Roadrunner
em 2010-12-13 23:46:13

O soneto e o passaroco aumentam-me ainda mais a vontade de me ir embora, pese embora a fotografia passe a sensação tranquilidade.

Saudações do Roadrunner!

09
Gravatar The Dear Zé
em 2010-12-13 23:52:54

afinal é tão simples, basta abrir as asas e...
(como é que fizeste para o bicho ficar parado, confessa lá)

10
Gravatar Rute
em 2010-12-14 00:12:17

WOW!!!! que fotografia genial! É magnifico, este voo que captaste! O poema é muito triste, mas também ele é belo. Às vezes são as coisas tristes que nos impelem à criação.
1 beijo

11
Gravatar Clarice
em 2010-12-14 00:20:00

Ir embora...para chegar aqui:)!!

As palavras sustentam este voar...LINDO!!!

12
Gravatar Joanacarneiro
em 2010-12-14 02:31:56

Fabulosa :)

13
Gravatar Willem
em 2010-12-14 10:43:04

Beautiful photo, I like the compo and the light in the sky

14
Gravatar Ams
em 2010-12-14 10:49:08

Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
- E daí? Eu adoro voar!
Não me dêem fórmulas certas, por que... eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre
Clarice Lispector

15
Gravatar Uminuto
em 2010-12-14 13:16:20

voo suave em final de tarde...que cores!!! fazem sonhar

um beijo

16
Gravatar Divalmeida
em 2010-12-14 20:25:38

Espectacular. Amei.

17
Gravatar Manuel Hompanera
em 2010-12-14 20:56:15

Se respira libertad.Buen trabajo.

18
Gravatar Tossan
em 2010-12-15 02:54:24

Fotografar o vôo do pássaro é voar um pouco também. Nem sei se falo do poema, da foto ou do vôo do pássaro que são magníficos. Abraço

19
Gravatar Alex
em 2010-12-18 17:45:49

esta está fantástica... parabéns!

20
Gravatar Mel
em 2010-12-19 09:46:06

great catch!

21
Gravatar Mfc
em 2010-12-19 15:16:05

Lindo!

22
Gravatar Rue Du Lavoir
em 2010-12-19 20:19:42

J'aime beaucoup ton cadrage...
Une jolie photo minimaliste comme tu sais parfaitement les réaliser.

23
Gravatar Desfocado
em 2010-12-20 00:53:43

Já tentei por várias vezes tirar fotos a gaivotas que são, por sinal, muito mexidas, e sei o quão difícil é apanhar o momento certo com elas, por isso, os meus sinceros parabéns pela foto.

24
Gravatar Remus
em 2010-12-20 20:34:31

Estou muito agradecido pelos vossos comentários, todos eles muito positivos.

Hugo: ... quando estão embalsamadas? Que raio de pensamento! :-)
djib: The photo was taken in the evening. Thanks! :-)
Willem and mel: Thanks!
Rue Du Lavoir: Merci!

25
Gravatar Chica
em 2017-04-03 09:41:50

Maravilhoso voo! Perfeita foto! abraços, linda semana, chica