Pontos deVistas

É necessário que as coisas acabem, para que coisas novas aconteçam.

Sou mar Anterior Seguinte

Sou mar

       Anterior Seguinte       

#Water

Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.

Poema «Súplica» de Miguel Torga.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 1904
Publicação: 2013-06-06
Grupo: Água
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 7.1
Distância focal: 63 mm
Velocidade do obturador: 1/500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Be gay * Negras águas Naturopatia «Ulex Europaeus» Paços do Concelho Posição 29 Jola Debaixo da tua janela

  Escolha da semana

Gootchaï 's Photoblog: L'intérieur de la tour de refroidissement 4/4
Gootchaï 's Photoblog: L'intérieur de la tour de refroidissement 4/4

  Comentários

Existem 27 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Ana Lúcia
em 2013-06-06 07:48:15

A simplicidade...
Seriamos felizes se são quiséssemos mais do que isso.

02
Gravatar Clarice
em 2013-06-06 08:39:17

Também sou, quando tenho fotografias assim à minha frente!

Só que no segundo a seguir (a tal da inveja a dar sinal:) há marés vivas de raiva e já fico outra coisa muito diferente de ser mar :)

03
Gravatar Questiuncas
em 2013-06-06 10:38:40

Eu já suspeitava, mas agora, graças a esta fotografia tenho a certeza.
Os marcianos, que são verdes, viajam em naves brancas.
Querem a prova? No parte esquerda da fotografia, +/- a meio, está um ponto branco. Esse ponto branco, para qualquer terráqueo podia ser uma gaivota, ou uma sujidade na lente, ou pior um ponto branco no sensor da câmera fotgorafia, mas para um olho especializado como o meu, é uma nave branca de um marciano verde.
E agora querem saber com eu sei que o marciano é verde?
Isso terá de ficar para outra fotografia.

04
Gravatar Maria Manuela
em 2013-06-06 11:34:07

Que beleza de foto e de poema!!!
Parabéns pelos três azuis e uma vela solitária, tentando transpor o horizonte...
Parabéns pela escolha acertadíssima de M.T.!
Grata pela tranquilidade.

05
Gravatar Willem
em 2013-06-06 11:48:33

Really nice to photograph the sail boat in this way, beautiful lines of blue colors.

06
Gravatar Jvm
em 2013-06-06 13:16:02

Um verdadeiro "ponto de fuga". Belíssima fotografia

07
Gravatar Elisa Fardilha
em 2013-06-06 17:38:34

O infinito em tons de azul!

Que maravilha de foto, soberbamente legendada!

Beijinhos.

08
Gravatar Cr
em 2013-06-06 19:36:20

Uma bela fotografia para um grande poema. Excelente!

09
Gravatar Carla
em 2013-06-06 20:20:11

Mais uma dupla daquelas que eu gosto.
Foto e poema LINDOS!

Beijo

10
Gravatar Lis
em 2013-06-06 22:04:08

Sou suspeita a comentar porque amo o mar e ele faz parte de quase totalidade das minhas publicações e esta tonalidade de azul é deveras lindo ,digno de um click.
Ainda com o barquinho a vela parecendo que usou o pincel e colocou ali.
Um linda tela Remus.
Achei maravilhosa!
abraços

11
Gravatar Everson Oliveira
em 2013-06-06 23:39:17

Navegar é preciso...

Quem me dera se aqui no Amazonas tivesse mar eu o visitaria sempre no final da tarde.

O barco la longe quase desaparecendo deu o toque final na fotografia, muito bem.

12
Gravatar Dida
em 2013-06-07 00:45:27

Uma fotografia onde a tonalidade de azul não cansa. Acalma, tranquiliza.
Parabéns

13
Gravatar Vera Cymbron
em 2013-06-07 11:44:05

Ficou muito bem esta fotografia com aquele pormenor do barco pequenino no horizonte...

14
Gravatar Cristina
em 2013-06-07 12:43:07

Gostei muito desta imensidão de azul , e o pequeno barco completa a beleza.

15
Gravatar Helena Prata
em 2013-06-07 13:57:42

Uma foto muito simples, quase minimalista, mas nem por isso lhe falta beleza. Gostei dos vários tons de azul registados.

16
Gravatar Manu
em 2013-06-07 18:05:37

Este degradée de azuis fascinou-me e mesmo o barco parecendo pequenino, apetece navegar, navegar...

17
Gravatar Roadrunner
em 2013-06-07 23:36:20

Muito boa foto.
Será o D. Sebastião que lá vem?...

Saudações!

18
Gravatar Rute
em 2013-06-08 02:15:04

Uau! Tanto azul, tanto mar, tanto céu, tanta beleza...também sou mar;)
1 beijo

19
Gravatar Sérgio Pontes
em 2013-06-08 20:56:01

Gosto! Gosto mesmo muito! Adoro

20
Gravatar Dom Lortha
em 2013-06-09 11:09:16

The world is blue, and you shot it so well. Nicely done!
Have a nice day.

21
Gravatar Margot Félix
em 2013-06-13 02:28:16

Sempre gosto de fotos assim. Essa está linda!

22
Gravatar Alex
em 2013-06-14 00:28:28

isto é mar... e uma superficie frontal a chegar... :) linhas perfeitas... dinamicas... e o barquinho, perfeito!

23
Gravatar Gonçalo
em 2013-06-15 10:26:26

O barquinho ao fundo faz toda a diferença e transforma uma imagem que poderia ser aborrecida numa bela foto exemplo de simplicidade.

24
Gravatar Remus
em 2013-06-17 20:47:43

Estou muito agradecido pelos vossos comentários.

Questiuncas: Grande olho. Acha que a fotografia vale algum dinheiro, num qualquer jornal sensacionalista? :-)
Maria Manuela: M.T. Estou a ver que é tu cá tu lá. Mas isso é que é verdadeira amizade com o Miguel Torga. :-)
Willem: Thank you.
Everson Oliveira: Não tem o mar, mas tem outras coisas que nós não temos acesso.
Dom Lortha: Merci.

25
Gravatar Rue Du Lavoir
em 2013-06-18 16:41:35

Wow ! Magnifique photo. C'est très beau...

26
Gravatar Francis J
em 2014-12-16 19:39:41

Azul, azul, azul!

27
Gravatar Maria Antonieta
em 2018-07-02 22:25:04

Mar e Céu, unidos, num laço de azul, azul, azul...

Necesito del mar porque me enseña:
no sé si aprendo música o conciencia:
no sé si es ola sola o ser profundo
o sólo ronca voz o deslumbrante
suposición de peces y navios.

El Mar - Pablo Neruda

:)