Pontos deVistas

O homem que não comete erros geralmente não faz nada.

Beija-me! Anterior Seguinte

Beija-me!

       Anterior Seguinte       

#General

Beija-me,
Beija-me fugazmente
Beija-me num gemido quente
Num beijo que me alimente a alma
Beija-me por tudo e por nada
Quero ser a mais amada
No fim da tarde calma

Beija-me por dentro e por fora
Beija-me a toda a hora
Que o meu coração agradece
Beija-me num beijo molhado
Aquele beijo de pecado
Onde amor se aquece

Beija-me,
Beija-me mais uma vez
Beija-me na embriaguês
Dos beijos que nunca me deste
Beija-me como se fosse verdade
Deixa-me sentir a saudade
Dos beijos que nunca quiseste.

Poema «Beija-me!» de Paula Martins.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2103
Publicação: 2014-02-23
Grupo: Geral
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 5
Distância focal: 52.6 mm
Velocidade do obturador: 1/500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Por minha sorte Pérolas Atlântico Brutus Erectas, mas inclinadas Meu mar Ás 2 3 Brincar às escondidas

  Escolha da semana

To whom it may concern: The Netherlands, Vorden, Baakseweg
To whom it may concern: The Netherlands, Vorden, Baakseweg

  Comentários

Existem 17 pontos de vista. Quem será o próximo?
ROWEJJLJLMAARRRDR
01
R
Roland Theys
em 2014-02-23 18:50:34

A excellent compose shot!

02
O
Oldshutterhand
em 2014-02-23 18:54:09

Interestig red and green contrast. Well framed.

03
W
Willem
em 2014-02-23 19:20:24

Lovely play of colors and shading.

04
E
Elisa Fardilha
em 2014-02-23 19:21:23

Excelente foto.

Adorei o contraste das cores, a sombra, a inclinação da planta...adorei a foto!

Beijinhos.

05
J
Jéfferson Cezimbra
em 2014-02-23 20:43:07

Bela imagem.
Algumas sombras têm um formato parecido com corações.
Isso é o amor? rsrsrsr
Abraço

06
J
João Menéres
em 2014-02-23 23:08:38

Imagem tão simples e tão forte e bela !
Em perfeita sintonia com o poema BEIJA-ME, de Paula Martins ( de que por falha minha nada conhecia ).

E a chuva forte voltou agora a cair em força por estes lados.

07
L
Lis
em 2014-02-24 12:47:44

A avenca_ delicada como certos beijos, também frágil como muitos... rs não suporta nada excessivo ...
Bonita a folha recortadinha e à sombra resultou!
boa início de semana_ com chuva ou sol.
Aqui o sol levantou 'quente' rs êta verãozão !!
te deixo abraços

08
J
Jarek
em 2014-02-24 15:47:45

Lovely picture. Great colors!

09
L
L Reis
em 2014-02-25 00:36:54

Mas isto é assim? Agora quem visita este blog tem que desatar aos beijos a uma avenca, assim sem mais nem aquela? Nã, nã,nã! Eu não vou beijar uma avenca, mesmo uma avenca assim de verde vestida, estiraçada ao sol com sombras preguiçosas. Ora esta!

10
M
Manu
em 2014-02-25 01:22:46

Uma nitidez de fazer inveja e ainda uns coraçõezinhos como sombra, deu uma foto que parece que entra pelo pc adentro.
Linda mesmo Remus!

11
A
Alex
em 2014-02-26 22:54:49

o q tem o "beija-me" a ver com a planta? é o nome dela? :)

12
A
Ana Lúcia
em 2014-02-27 11:51:55

É uma avenca? Não sabia que era tão erótica... :)

13
R
Roadrunner
em 2014-02-27 14:00:31

Interessante... O verde combina com o tartan...

14
R
Rute
em 2014-02-28 19:18:31

Gosto muito da simplicidade desta fotografia, do tom terra a contrastar com o verde, tudo da natureza, a simplicidade e beleza da natureza.
1 beijo

15
R
Rute
em 2014-02-28 19:19:32

Esqueci-me de dizer que também gostei muito de todos aqueles beijos do poema :)

16
D
Dida
em 2014-03-04 01:15:32

Mas que grande descarado, isso sim.
Beija-me?
O Remus está carente ehehehehe

Está muito bem conseguido o destaque da cor e sombra.
Parabéns.

17
R
Remus
em 2014-03-06 16:20:13

Muito obrigado pelos vossos comentários.

Roland Theys: Merci.
Oldshutterhand: Danke.
Willem and Jarek: Thank you.
Jéfferson Cezimbra: Quem sabe... Quem sabe. :-)
Lis: Estou a ver que domina tudo o que seja relacionado com avencas. ;-)
L Reis: Oh... Se calhar até já beijou coisas bem piores. :-D
Alex: Não. :-) O beija-me surgiu porque associei que a planta estaria a querer beijar o chão. Se calhar foi uma ideia demasiado repuxada para a fotografia em causa. ;-)
Ana Lúcia: É... Cá em casa existem umas plantas algo depravadas. :-)
Dida: Ninguém me liga nenhuma... :-P