Pontos deVistas

A vida não é nem feia, nem bonita, mas é original.

Azevinho Anterior Seguinte

Azevinho

       Anterior Seguinte       

#Flora

Se existe uma planta que é automaticamente associada à época natalícia, penso que seja o Azevinho.
Na Europa, na época do paganismo pré-cristão, os druidas consideravam o azevinho sagrado. Os celtas, usavam a sua madeira por ser dura, para fabricar as pontas das lanças, considerando-o também símbolo de firmeza.
Na Roma antiga atribuía-se ao azevinho poderes mágicos, principalmente através do uso das suas flores brancas.
O azevinho também era conhecido em alguns países europeus, como árvore dos sátiros, útil para afastar os espíritos da noite. Também os monges medievais o usavam para espantar os espíritos malignos. Acreditava-se que ter plantada uma árvore de azevinho no jardim, protegia a casa de feitiços negros e maus-olhados.
Em certas regiões da Alemanha o azevinho era utilizado para limpar a chaminé das casas, considerada o centro sagrado da casa, isentando-a de maus espíritos.
Por isto tudo e mais algumas coisas, actualmente o Azevinho é uma planta muito utilizada nas decorações natalícias, simbolizando amor, esperança e protecção.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2609
Publicação: 2015-12-21
Grupo: Flora
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 3.2
Distância focal: 21.2 mm
Velocidade do obturador: 1/180 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Terras do Demo Convenção sobre os Direitos da Criança Sou um pato Papel de asseio íntimo As voltas da história «Houttuynia Cordata» Armar uma árvore Para venda, antes que caia a baixo

  Escolha da semana

A Left-Eyed View: Intersecting Buildings?
A Left-Eyed View: Intersecting Buildings?

  Comentários

Existem 12 pontos de vista. Quem será o próximo?
MEJKDWRPJAAR
01
M
Manu
em 2015-12-21 20:04:51

Neste momento é uma espécie protegida e pelo que sei, há punição para quem se atrever a apanhá-lo. Isto disseram-me quando visitei o Gerês.
Felizmente já há quem a venda em vasos.
A foto está muito bonita e por aqui cheira a Natal! :)

02
E
Elisa Fardilha
em 2015-12-21 20:10:59

Uma planta que adoro. Em santo Tirso, no centro cívico, há algumas.
Já fotografei azevinhos, mas nunca como a tua foto.
Vou aprendendo.

A foto está linda...linda...linda...

Beijinhos.

03
J
João Meneres
em 2015-12-21 20:41:03

Flores brancas ?
- Nunca vi em azevinhos...
Tenho à entrada na quinta.
Ia com a ideia de fotografar, mas está um pouco atrasada na floração, contra o habitual.

04
K
Kaipiroska
em 2015-12-21 21:00:19

Costumo enfeitar a doçaria de Natal com azevinho. Fica bem "requinho" :)

05
D
Dida
em 2015-12-22 09:40:20

Tenho uma árvore destas no jardim. Já cresceu acima da casa uns bons metros - Adoro-a. Tem valor estimativo, foi a primeira a ser plantada. E quanto a ser decoração de Natal? Todos os anos tenho "amigos" dispostos a que lhe roube alguns ramos, o que de facto me aborrece. Não gosto de a cortar, especialmente nesta época que está no seu explendor de cor e beleza.

06
W
Willem
em 2015-12-22 10:04:29

So beautiful against the blue background.

07
R
Roadrunner
em 2015-12-22 21:22:46

O azevinho é, pelos vistos, multifacetado. Provavelmente também dará para chá, ou mesmo para destilar e fazer bagaço!

Saudações!

08
P
Pc Silva
em 2015-12-22 22:57:08

e ainda há uns marmanjos que andam ai e pedir beijinhos debaixo do azevinho porque dá sorte!!!! :)

09
J
Jéfferson Cezimbra
em 2015-12-23 18:23:00

Belo azul à Remus e uma diagonal interessante.
Abraço

10
A
Ana Lúcia
em 2015-12-24 21:20:56

Gosto mais da gilbardeira! :P

11
A
Alex
em 2015-12-30 00:35:21

eu tenho azevinho... e junto ao muro de casa... não é de estranhar que nesta altura do ano, principalmente do lado que dá para a estrada, ele leve umas "carecadas"... :)

12
R
Remus
em 2016-01-25 22:03:22

Obrigado pelos vossos comentários.

Manu: Isso é verdade. Mas este vive no meu jardim, por isso não devo ter problemas. ;-)
João Meneres: Tem que estar mais atento.
Dida: :-) Mas eles também convém ser podados.
Willem: Thank you.
Roadrunner: Se calhar até dá... :-P
Pc Silva: Isso é mais coisa dos "estates". Por cá não existe muito essa tradição. Penso eu...