Pontos deVistas

O trabalho mais duro do mundo - é não fazer nada.

Fosse abertura Anterior Seguinte

Fosse abertura

       Anterior Seguinte       

#Black&White

Desde que nos deixaste o tempo nunca mais se transformou
Não rodou mais para a festa não irrompeu
Em labareda ou nuvem no coração de ninguém.
A mudança fez-se vazio repetido
E o a vir a mesma afirmação da falta.
Depois o tempo nunca mais se abeirou da promessa
Nem se cumpriu
E a espera é não acontecer - fosse abertura -
E a saudade é tudo ser igual.

Poema «Explicação da Ausência» de Daniel Faria.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3176
Publicação: 2018-01-06
Grupo: Preto e Branco
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 6.3
Distância focal: 50 mm
Velocidade do obturador: 1/200 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Quando vi... Ciclo das rochas «Entre-cus» Jardim inteiro para a Dida Caminho para Mourão Vou desfiando o meu lamento Comichãozita Construção

  Escolha da semana

In' Pression a LUZ: {Shiiiuuuuu}
In' Pression a LUZ: {Shiiiuuuuu}

  Comentários

Existem 13 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Willem
em 2018-01-06 19:47:16

Beautifully done, fantastic photo.

02
Gravatar L Reis
em 2018-01-06 19:59:38

Isto é um haiku fotográfico!
O efeito bem definido resultante do contraste fez-me lembrar pintura em porcelana.

03
Gravatar Janita
em 2018-01-06 23:59:07

Belíssimo!!
Ao falar em haiku a L. Reis fez-me lembrá-los.

O Inverno está indo
No silêncio da água
As folhas se foram...

Tenho um amigo espanhol que os escreve como ninguém.

Magnífica fotografia, como a conseguiu não sei nem é preciso que o saiba. O fotógrafo tem de ter os seus segredos...

Um abraço, Remusinho.

04
Gravatar Lis
em 2018-01-07 13:03:43

Explicar a ausência só mesmo para um poeta tipo Daniel Faria que em outra ele "conserta a palavra e coloca num candeeiro sobre a sua mesa para iluminá-la" _ muito boom!
Adoro ler esse poeta e quase todos os portugueses. Tenho alma portuguesa sabia? rs
E, o P&B deu as folhas um ar altivo sem necessidade do verde.
Belo, Remus

05
Gravatar Manu
em 2018-01-07 13:58:28

A saudade é tudo ser igual, diz o poeta, mas a alegria é ver aqui uma foto que gosto muito :)

06
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-01-07 17:47:01

Não concordo que a saudade seja tudo ser igual.

A foto é de uma beleza rara!

Beijinhos.

07
Gravatar Roadrunner
em 2018-01-07 18:25:48

Algum chá?

08
Gravatar Dida
em 2018-01-08 19:19:34

A singeleza da arte.
Eu gosto desta.
Haiku. Chamou-lhe a L. Reis.
Procurei. Entendi. E aprendi.
Bjs

09
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-01-08 20:19:20

Resultou num bom grafismo.

10
Gravatar Omid
em 2018-01-09 19:48:33

very nice work!
L O V E L Y!

11
Gravatar Alex
em 2018-01-25 22:58:54

isto parece feito com uma caixa de luz.. a silhueta está tão bonita...

12
Gravatar Remus
em 2018-02-01 21:12:48

Estou muito grato pelas vossas palavras.

Willem and Omid: Thank you.
L Reis: Ai cu? Mas eu lá sei o que é isso!? E após as pesquisas que fiz, fiquei a perceber o mesmo. :-D
Lis: Infelizmente o Daniel Faria faleceu muito novo... :-(
Roadrunner: É melhor não arriscar beber chá disto... :-D
Dida: Está provado, apesar de eu não ter dúvidas disso, que a Dida é mais esperta que eu. Eu procurei. Não entendi. Não aprendi. :-D
Alex: Mas a fotografia foi realizada ao ar livre. Num daqueles dias nublados e brancos.

13
Gravatar Dragonstar
em 2018-04-08 21:10:04

This is art! It would look so good hanging on a wall.