Pontos deVistas

O essencial é invisível aos olhos.

Aroma dum fruto Anterior Seguinte

Aroma dum fruto

       Anterior Seguinte       

#Flora

O sabor da tua boca e a cor da tua pele,
pele, boca, fruta minha destes dias velozes,
diz-me, sempre estiveram contigo
por anos e viagens e por luas e sóis
e terra e pranto e chuva e alegria,
ou só agora, só agora
brotam das tuas raízes
como a água que à terra seca traz
germinações de mim desconhecidas
ou aos lábios do cântaro esquecido
na água chega o sabor da terra?

Não sei, não mo digas, tu não sabes.
Ninguém sabe estas coisas.
Mas, aproximando os meus sentidos todos
da luz da tua pele, desapareces,
fundes-te como o ácido
aroma dum fruto
e o calor dum caminho,
o cheiro do milho debulhado,
a madressilva da tarde pura,
os nomes da terra poeirenta,
o infinito perfume da pátria:
magnólia e matagal, sangue e farinha,
galope de cavalos,
a lua poeirenta das aldeias,
o pão recém-nascido:
ai, tudo o que há na tua pele volta à minha boca,
volta ao meu coração, volta ao meu corpo,
e volto a ser contigo a terra que tu és:
tu és em mim profunda primavera:
volto a saber em ti como germino.

Poema «Tu És em Mim Profunda Primavera» de Pablo Neruda.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3232
Publicação: 2018-03-21
Grupo: Flora
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5.6
Distância focal: 200 mm
Velocidade do obturador: 1/320 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Vícios Sei que me ouves na tempestade 581 degraus Nós, os ricos No cimo de uma colina Ai, Lurdes! Existiu um tempo Falso

  Escolha da semana

Omid: O
Omid: O

  Comentários

Existem 10 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Steven
em 2018-03-21 17:36:59

Splendid clarity captured in this flower's anthers and filaments!!

02
Gravatar Willem
em 2018-03-21 19:23:08

Wow....a beauty!!

03
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-03-21 21:53:52

Pura beleza... :)

04
Gravatar Manu
em 2018-03-22 12:05:23

Mas será que aí a Norte não há vento?!
Ando há muito a tentar fotografar florinhas, mas elas abanam, parecem doidas. :P
Esta ficou de uma beleza estonteante e com uma definição fantástica!

05
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-03-23 17:37:29

Ternura e beleza neste teu olhar.
O poema é belíssimo!

Beijinhos.

06
Gravatar Omid
em 2018-03-23 20:55:14

L O V E L Y!

07
Gravatar Alex
em 2018-03-26 00:10:11

linda, linda, linda!!!

08
Gravatar L Reis
em 2018-03-26 17:38:28

Pablo Neruda não lhe podia assentar melhor!
E o que eu gosto mesmo nesta imagem é daqueles tons do fundo onde o perfil da flor se aquece ao sol. Muita delicadeza vai por aqui.

09
Gravatar Dida
em 2018-04-05 00:53:53

A foto parece um jogo de luzes.
Uma se acende. Uma se apaga. Outra se fundiu.
A simplicidade destas fotos é a beleza das pequenas coisas.
Tão pequenas que nos cativam.
Gostei.

10
Gravatar Remus
em 2018-04-13 21:53:25

Estou muito agradecido pela vossa presença. As vossas palavras são sempre imprescindíveis.

Steven, Willem and Omid: Thank you.
Manu: Um pequeno segredo... esta fotografia não é deste ano. ;-)