Pontos deVistas

O mal é como as mulas: teimoso e estéril.

Talheres famosos Anterior Seguinte

Talheres famosos

       Anterior Seguinte       

#General

Uma história curiosa:
O famoso navio RMS Titanic, que foi pensado para ser o navio mais luxuoso e mais seguro de sua época, considerado como "inafundável", acabou por afundar logo na sua viagem inaugural. A maioria dos despojos do navio acabaram por ficar perdidos no fundo do mar, mas outros acabaram por ser encontrados.
Um móvel foi encontrado à deriva no mar, um mês e meio após o naufrágio, e foi recolhido por um navio bacalhoeiro português, de nome Trombetas, que pertencia ao porto da Figueira da Foz.
O que existia dentro móvel?
Talheres de prata.
Quanto o Trombetas chegou o porto da Figueira da Foz, o capitão do navio, que era natural de Ílhavo, entregou o móvel ao armador, que não se interessou muito pelos talheres, pelo que o capitão acabou por ficar com eles e reparti-los por familiares e amigos.
Durante praticamente um século, a existência dos talheres foi apenas do conhecimento restrito de familiares, embora houvesse rumores em Ílhavo sobre tais despojos e das famílias com as famosas "colheres do Titanic". Somente recentemente, em 2009, é que os talheres foram efectivamente autenticados e confirmados como verdadeiras peças do famoso navio.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3236
Publicação: 2018-03-26
Grupo: Geral
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 7.1
Distância focal: 18 mm
Velocidade do obturador: 1/1000 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Pensando apenas na Primavera Auxiliares de leitura Borboletas na barriga Boa sorte Onde a sombra de ti Um mundo de magia Ai, Lurdes! Companhia para a eternidade

  Escolha da semana

Arco-Íris Reloaded: Café de chicória
Arco-Íris Reloaded: Café de chicória

  Comentários

Existem 14 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Maria Antonieta
em 2018-03-26 21:14:14

Esse, da direita, pousado na sombra que aparenta uma cabeça, feito Lucifer, ou algo semelhante, é bem famoso, é... e valioso!!!
Prata legítima... :D

02
Gravatar Mário Teixeira Gomes
em 2018-03-26 22:25:08

É isso, tal como diz o assunto deste mail estou a causar turbulência no “Pontos”.
Por um lado anuncia talheres de prata e depois fotografa e publica talheres de plástico (muito originais, por acaso)
Mas a minha turbulência não veio aqui causar diferendos entre o texto e a imagem.
Vim, isso sim, agradecer a honra de pertencer, mais uma vez, ao quadro d'honra do Pontos de Vistas.
Fiquei turbulentado

Obrigado Remus

Boa noite e boa semana

03
Gravatar Steven
em 2018-03-26 23:46:56

Great story behind this eye-catching work of art!!

04
Gravatar JoÃo MenÉres
em 2018-03-27 00:23:03

Eu quero a colher!
É a única ferramenta que tem contraste!!!
-:)

05
Gravatar Willem
em 2018-03-27 18:43:14

Impressive photo, beautiful photography, well chosen title.

06
Gravatar Manu
em 2018-03-27 21:09:18

Como o Remus não foi um dos contemplados com a parataria do Titanic, resolveu substituir por uns de plástico, se calhar já a pensar num piquenique, até os virou para o céu azulinho, mas guarde-os porque dizem que vem aí chuva e como de costume ficou aqui um faqueiro bem interessante, pelo menos dá para duas pessoas, sobra um garfinho, será para eu poder provar o pitéu? :P

07
Gravatar Clarice
em 2018-03-28 01:30:30

O móvel devia ser muitA bom, e o outro (o armador) não percebia nada de pratas :) e o capitão muito menos... foi da-LAS aos primos e aos amigos!
E eu faço ideia o estado em que estavam os talheres em 2009. Aquilo para os limpar devia ter sido o diabo. :)

Estes talheres não são de prata, não gosto! :( mas gosto do céu a espreita-los!:)

08
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-03-28 16:18:37

Só totalmente, TOTALMENTE contra talheres de plástico. Mas tenho que admitir que deram uma foto muito criativa e parece que S. Pedro gostou da ideia, porque criou um fundo bem bonito para o sr. Remus. :)

09
Gravatar L Reis
em 2018-03-28 21:21:11

...e o mundo é isto: um lugar de insondáveis mistérios onde é possível encontrar o majestoso RMS Titanic e o pacholas do Trombetas, na mesma história, ligados pelos talheres do defunto.
Por que razão o Remus sabe isto? Ninguém sabe, o que é certo é que ele sabe e eu tenho cá para mim que ele tem os 243 fascículos do Almanaque Português debaixo da cama e se entretem com eles, como leitura para o serão.

Tudo o que implique talheres, mesmo que sejam de plástico e do Gigante Adamastor, tem o condão de me lembrar guerras antigas e fico logo com tremedeira na pálpebra.:):) A fotografia é um "insólito" bem apanhado!

10
Gravatar Omid
em 2018-03-28 23:31:09

:)
such beautiful angle, composition & clouds!
Amazing.

11
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-03-30 11:11:04

Bela e original foto!

Beijinhos.

12
Gravatar Alex
em 2018-03-31 00:31:43

bela história... desconhecia. e imagem ilustrativa a 200% do incidente :D

13
Gravatar Dida
em 2018-04-03 00:52:58

Sabes?
Podias contar uma "peta" e a gente até achava graça.
Mas eu acredito em ti. E se disseres que os talheres da foto são réplicas desses famosos talheres?...
- Estou contigo!
Gosto da tua imaginação. E ainda de nos fazeres acreditar sem questionar.
E enquanto os talheres foram parar nas águas do oceano.
O Remus faz-nos olhar com esperança o céu dos talheres.
Lindo.

14
Gravatar Remus
em 2018-04-19 21:02:28

A todos o que leram e que viram a fotografia, o meu muito obrigado.

Steven, Willem and Omid: Thank you.
Manu: Acho que com estes talheres a Manu não comeria nada. :-P Eles eram enormes (maiores que uma pessoa) e faziam parte de uma instalação artística.
Ana Lúcia: Estes não eram realmente talheres de comer. Eram peças de uma instalação artística que existia num jardim.
L Reis: Se o tal Almanaque Português for o mesmo que Internet, então está correcta. :-)
Dida: Eu só soube desta história, porque fizeram uma reportagem sobre isso. ;-)