Pontos de Vistas: À espera de uma sereia
Pontos deVistas

Só tem o direito de criticar aquele que pretende ajudar.

À espera de uma sereia Anterior Seguinte

À espera de uma sereia

       Anterior Seguinte       

#Water

Fiz um castelo de areia
Mesmo à beirinha do mar
À espera que uma sereia
Ali quisesse morar

Ó mar,
Ó mar...
Mas foi só uma gaivota
Que ali me foi visitar

Ó mar,
Ó mar...
Mas foi uma verde onda
Que ali me foi visitar.

E levou o meu castelo,
O meu castelo de areia
Para no mar morar nele
A minha linda sereia.

Poema «O castelo de areia» de Luísa Ducla Soares.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3279
Publicação: 2018-05-22
Grupo: Água
Câmara: COOLPIX L29
Abertura: f 6
Distância focal: 20.1 mm
Velocidade do obturador: 1/100 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Azul e Verde Arroz do fundo Frágil como uma avenca Posição 32 Ver as coisas até ao fundo Alfabeto latino «Pieris Brassicae» História mal vendida

  Escolha da semana

Florbytes: Ar quente...
Florbytes: Ar quente...

  Comentários

Existem 16 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Maria Antonieta
em 2018-05-22 14:41:24

E o 'sereio' está a ver navios?
Se não fosse ele - o intruso - estar ali a estragar a beleza da fotografia, levava-a... assim, não levo. :(
Poderia ter ficado apenas o cãozito... isso é que seria um espectáculo...:)

02
Gravatar Steven
em 2018-05-22 16:23:09

A nicely-layered composition with beautiful colors and reflections!!

03
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-05-22 18:06:39

Uma foto de sonho ou não fosse o entardecer!
O homem à sombra com o seu reflexo na areia molhada acentuou-lhe a magia!

Beijinhos.

04
Gravatar Martine Libouton
em 2018-05-22 18:07:18

Wouhaaaaaaaa! J'adore juste magnifique!

05
Gravatar L Reis
em 2018-05-22 20:46:42

Então mas agora as sereias chegam às pazadas, em contentores?? Este mundo já não é o que era! E aquilo não será muita sereia para um homem só? E já não lhe bastava ter apanhado um "espera-sereais" na hora dourada do dia? Ainda tinha que ter apanhado o dito de maneira a aproveitar o reflexo tremeluzido, ainda tinha que ter uma linha de rebentação às camadas e ainda tinha que ter apanhado um gaivotazinha, não fosse a "coisa" ficar incompleta.

06
Gravatar Dida
em 2018-05-22 23:43:52

Chegou na hora dourada do fim do dia?
Inspira a relaxar.

07
Gravatar Manu
em 2018-05-23 01:12:59

Mas o Remus ainda tem esperança que apareçam sereias?!
Desengane-se, ao longe só contentores sabe-se lá do quê :P
Mesmo assim valeu a espera, porque este final de tarde ficou divinal!

08
Gravatar JoÃo MenÉres
em 2018-05-23 09:20:31

É a vantagem que a maré vaza nos proporciona.
Depois, lá virão as ondas e tudo se escapa.
Até o sol se deita.

09
Gravatar Willem
em 2018-05-23 16:16:29

Beautiful composition with the container ship in the background and the person in the foreground, also very nice light.

10
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-05-24 17:23:03

Pela roupa e pelos gostos do nosso fotógrafo digo que não estamos no verão, apesar dessa luz quente e cativante que transmite tanto calo. Bonito momento.

11
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-05-24 17:23:41

:P
... calor :D

12
Gravatar Alex
em 2018-05-24 22:41:31

linda... que cor de fim de tarde...

13
Gravatar Omar
em 2018-05-27 09:59:50

great moment, the ship in the back awakens longings, like it

14
Gravatar Omid
em 2018-05-27 22:02:24

such beautiful composition, colors, lights & reflections!
L O V E L Y!!!!!!!!!!!!!!!!

15
Gravatar Oldshutterhand
em 2018-05-28 23:09:15

Very good compo.

16
Gravatar Remus
em 2018-06-15 21:41:28

Estou muito grato pelas vossas visitas e comentários.

Steven, Willem, Omar, Omid and Oldshutterhand: Thanks.
Martine Libouton: Merci.
L Reis: No porto de Leixões é assim. Até as sereias chegam em contentores. :-P
Manu: A esperança é sempre a última a morrer... É o que dizem. Eu continuo à espera da minha sereia. :-D
Ana Lúcia: É um facto. A fotografia foi tirada em Dezembro... longe do tempo quente.