Pontos deVistas

As suas primeiras 10 mil fotografias são as piores.

Depois da ponte Anterior Seguinte

Depois da ponte

       Anterior Seguinte       

#Water

Depois daquela ponte existe um poema,
E outro no fundo deste rio escuro,
Na flor que desabrocha na seca estrada
Na teimosia da beleza
No sonho quase em extinção nasce um poema
E nasce outro quando se extingue.

Nasce um poema na terra do abandono
Na anestesia dos dias, na pele fria
Nasce um poema de plástico e apito
E nasce outro de carne e osso
Quando do ventre seco uma mão macia
Encontra e arranca a vida

Nasce um poema de alívio e cansaço
Pós tiro no próprio peito
Nasce um poema de luz no seu sorriso insistente
E um de escuridão no seu impassível desprezo
Poemas nascem nos desamores
Nas paixões, nas faltas, nos nadas

Eles nascem desregrados
No furo dos asfalto
Nos olhos do defunto
No solo da lua
E nas pontas das espadas

Dos meus cacos surgem poemas
E também de cada canto
Não sei explicar mais nada
Não me entendo
Não sei qual é o meu caminho
Não sei qual é o meu sossego
Não sei quem está no espelho
Os poemas me espalham
Como uma areia esfarelada
No campo das possibilidades

Excerto do poema «Depois daquela ponte existe um poema» de Clara Baccarin.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3290
Publicação: 2018-06-05
Grupo: Água
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5
Distância focal: 18 mm
Velocidade do obturador: 1/60 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Eu respeito a estrada! Segurança Frágil como uma avenca Existe sempre dois lados São comestíveis O Porto é só... Palitar Higoi

  Escolha da semana

In' Pression a LUZ: {grafismos}
In' Pression a LUZ: {grafismos}

  Comentários

Existem 8 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Steven
em 2018-06-06 01:20:43

Great poem to accompany the beautiful mirror-like reflection!!

02
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-06-06 20:58:39

Uma foto que é um POEMA!
Sublime!!!

Beijinhos.

03
Gravatar L Reis
em 2018-06-06 21:13:16

Gosto desta ponte assim: construída para também os peixes poderem caminhar de uma margem para a outra... estou a imaginar um casal de Bogas a atravessá-la num quente final de tarde, duas Carpas enamoradas que se beijam sob a luz do candeeiro, ao anoitecer, o Sr Lúcio a voltar de um jantar de negócios com o Dr Achigã e um cardume de jovens Barbos a fazerem jogging para tonificarem as barbatanas e poderem impressionar as enguias... se calhar o melhor é eu ir descansar...

04
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-06-07 21:40:03

Uma ponte romântica, um cenário perfeito para o casal de Bogas e Carpas, assombrado no entanto pelo sr. Lúcio e o Dr. Achigã... e os jovens claro, sempre despreocupados. :P

05
Gravatar Manu
em 2018-06-10 21:54:53

Gosto muito destas pontes e de as atravessar, aproveito para me mirar. P
Um estilo de foto que gosto.

06
Gravatar Omid
em 2018-06-11 21:24:56

Amazing reflections!

07
Gravatar Alex
em 2018-06-12 16:42:28

... e viste o poema? é que por esta imagem, eu diria que sim... sem dúvida

08
Gravatar Remus
em 2018-06-28 21:10:20

Estou muito agradecido pelos vossos comentários.

Steven and Omid: Thanks.
L Reis: E esses peixes são peixes de rio? As coisas que a L.Reis sabe... :-)
Alex: O poema... é sempre composto pelos vossos comentários. :-)