Pontos deVistas

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Creio no mundo como num malmequer Anterior Seguinte

Creio no mundo como num malmequer

       Anterior Seguinte       

#Flora

O meu olhar é nítido como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de, vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem...

Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...

Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender...

O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar...
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar...

Poema «O Meu Olhar» de Alberto Caeiro, heterónimo de Fernando Pessoa, in "O Guardador de Rebanhos - Poema II".

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3540
Publicação: 2019-05-01
Grupo: Flora
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5
Distância focal: 70 mm
Velocidade do obturador: 1/1000 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

O que meter? Atracção local Quietude d'alma Viver em 30 dias Parte azul Cozinhar arroz «Bougainvillea Glabra» Sinal H3

  Escolha da semana

Omid: crab plover
Omid: crab plover

  Comentários

Existem 12 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Omar
em 2019-05-01 09:31:44

Lovely! Great DOF and lights. Spring is starting!

02
Gravatar Roadrunner
em 2019-05-01 10:38:54

Depois não digas que te arrependes.

Saudações do guardador de rebanhos.

03
Gravatar Maria Antonieta
em 2019-05-01 17:15:43

Será necessário que eu repita o quanto gosto de margaridas-mal-me-queres e bem-me-queres? :D ... Não, pois não? Então, estas são para mim!

Essa frase, cá pra mim, significa que o Remus não acredita no mundo. Os mal-me-queres são tão mentirosos... quando os desfolhamos, ao som da cantilena: "bem-me-quer - mal me quer- muito, pouco ou nada", calha sempre «muito»...
ehehehehe

04
Gravatar Willem
em 2019-05-01 19:44:16

Fine exposure and depth of field, a beautiful flower photo.

05
Gravatar Steven
em 2019-05-01 23:17:50

Beautiful marigolds!! They appear illuminated.

06
Gravatar Ana Lúcia
em 2019-05-02 21:51:09

Um bonito "muro" de malmequeres; a baixa profundidade de campo ainda lhes deu mais ênfase.

07
Gravatar Dida
em 2019-05-02 23:12:33

Já eu desconfio do mundo, do malmequer e do Remus.
Sinto-me desconfiada. :-) que fazer?
Mas confio no ensinamento de Fernando Pessoa. Gosto para onde nos leva as suas palavras. Aquelas que diz e ainda as que se atreveu a contradizer.
Adoro este recanto de malmequeres de olho lilás e da foto conseguida.

08
Gravatar Manu
em 2019-05-02 23:14:24

Oh malmequer mentiroso, quem te ensinou a mentir? Lembra-se da canção? Por isso não acredito nos ditos
Só acredito e está aqui a prova de que conseguiu uma bela foto. 🙂

09
Gravatar Alex
em 2019-05-04 17:07:53

simples e eficaz!

10
Gravatar Omid
em 2019-05-07 19:48:38

such beautiful focus, DOF, colors & lights!
Lovely flowers.

11
Gravatar Remus
em 2019-06-03 20:54:31

Agradeço do fundo do coração as vossas visitas e palavras.

Omar, Willem, Steven and Omid: Thank you.
Maria Antonieta: É um facto que cada vez acredito menos no mundo. :-(
Manu: Lembro. Ela já apareceu numa outra fotografia com malmequeres. ;-)

12
Gravatar Maria Antonieta
em 2019-06-04 10:28:20

...não se entristeça Remus...amanhã é outro dia, e nada como um dia atrás do outro...