Pontos deVistas

Em arte, tudo está naquele "nada".

Repuxo repuxou Anterior Seguinte

Repuxo repuxou

       Anterior Seguinte       

#Water

Estávamos no dia 20 de Maio de 2017, por volta das 20h20m, quando um helicóptero do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) descolou da unidade hospitalar de Mirandela, onde foi usado numa operação de socorro a um acidente de viação, em direcção à sua base em Macedo de Cavaleiros.
O helicóptero tinha acabado de descolar, quando ao sobrevoar a cidade de Mirandela ainda a baixa altitude, passou por cima deste repuxo, tendo sido atingido pelo jacto de água. O piloto foi obrigado a efectuar uma aterragem de emergência num complexo desportivo que existe nas imediações, porque sofreu várias escoriações no corpo, depois de ter sido atingido por estilhaços de vidro do helicóptero.

A origem do acidente foi o desconhecimento do piloto de que o repuxo existia, pelo facto do mesmo não vir assinalado nos mapas ou cartas de navegação, mesmo estando em linha de trajectória directa com o hospital.
Por desleixo da Câmara Municipal de Mirandela, que construiu o repuxo, nunca o mencionou para a Autoridade Nacional da Aviação Civil o incluir nas cartas de navegação aérea.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3730
Publicação: 2019-12-19
Grupo: Água
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 4.8
Distância focal: 52 mm
Velocidade do obturador: 1/3200 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Silenciam as palavras Entre o fazer e o tirar Grito de guerra Labirinto urbano Há tradições Calorias da mesa de Natal Um caminho é uma faixa Casa do tritão

  Escolha da semana

Grifo Planante: O Pequeno Pastor
Grifo Planante: O Pequeno Pastor

  Comentários

Existem 10 pontos de vista. Quem será o próximo?
WSJJJOMALR
01
W
Willem
em 2019-12-19 17:40:56

A fine and well vertical framed image.

02
S
Steven
em 2019-12-19 19:19:19

Such an unfortunate circumstance. Great capture!

03
J
João Menéres
em 2019-12-19 19:43:31

Então se o deli tinha base em Macedo, o piloto NÃO SABIA da sua existência?
Há tantos anos que o géiser existe ali...
Ele também nunca passou na estrada???
De Macedo a Mirandela serão em linha recta uns 30km.
Já não havia razão para ir tão baixo!
Quis, por certo, fazer uma "habilidade"!...

04
J
João Menéres
em 2019-12-19 19:50:11

RECTIFICAÇÃO AO MEU COMENTÁRIO ANTERIOR:

O aeródromo de Mirandela dista uns 5km de Mirandela.
Não colhe a justificação para AINDA ir a tão baixa altitude!
Os heli, daqui de Massarelos, a primeira coisa que fazem é ganharem altitude!

05
J
Janita
em 2019-12-19 20:44:27

É o Remus e a CMTV; está sempre no local do acontecimento...

Se não houve feridos nem mortos, acabou tudo em bem.

Pior tem sido a minha odisseia, metendo-me por carreiros e atalhos, para chegar até aqui perto de si. :P

06
O
Omar
em 2019-12-20 17:10:14

Interesting story behind. Water might be powerful even for a flight object.

07
M
Manu
em 2019-12-20 17:36:45

Quando abri de repente, pensei que o Remus tinha ido a Genève :P
Já fui a Mirandela e não vi este repuxo, dá mesmo nas vistas e ficou uma foto bonita.
Felizmente que o piloto sobreviveu.

08
A
Ana Lúcia
em 2019-12-20 23:20:26

Não gosto de repuxos em rios, lagoas... não são naturais, perturbam os ecossistemas e são para "inglês ver"... Na foto, gosto do reflexo.

09
L
Lis
em 2019-12-27 03:37:43

Me faz lembrar Genebra_ cidade mais que linda!
As fotos desses jatos são sempre boitas e resultam em belos reflexos.
Triste o desconhecimento do piloto_ aliás, inadmissível até.

10
R
Roadrunner
em 2019-12-29 11:52:38

Não terá sido o piloto que tinha sede e quis por a boca no repuxo?... 😇