Pontos deVistas

Quem recusa uma lisonja é porque procura ser lisonjeado duas vezes.

Obituário Anterior Seguinte

Obituário

       Anterior Seguinte       

#filmphoto  #Edible

É com grande pesar que comunico o falecimento do limoeiro do meu jardim, conhecido simplesmente por limoeiro ou "a árvore que dá limões".
Não foi vitima do Covid-19, mas sim, muito provavelmente, do «Trioza erytreae» ou Psila Africana dos Citrinos.

Trioza erytreae é um insecto que para além de provocar estragos directos, é o responsável por transmitir a doença dos citrinos, a qual pode afectar seriamente a produção das árvores. Provoca a deformação das folhas novas, que ficam enroladas para o interior, atrofiadas e amareladas, e os frutos crescem pouco e ficam deformados e descoloridos.

Por imposição legal, como medida de combate a esta praga, quem possuir árvores contaminadas deve cumprir as medidas de protecção fitossanitária. Ou seja, podar todos os ramos com sintomas e queimar imediatamente todos esses detritos vegetais. De seguida, é necessário realizar um tratamento contra as formas hibernantes de insectos e ácaros à base de óleo de verão, tendo cuidado de atingir completamente a copa da árvore.

O processo foi realizado e o tratamento concretizado, mas o limoeiro não resistiu. Sucumbiu aos ferimentos e faleceu calmamente ao sol de Inverno, não despertando para esta nova Primavera.

Fotografia tirada pela máquina analógica Pentax P30 e com um rolo Kodak Gold - ISO 200, expirado em Maio de 2018 (1 ano e 2 meses antes da fotografia ter sido tirada).
Distância focal: 50mm

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3823
Publicação: 2020-04-04
Grupo: Comestíveis
Câmara: Pentax P30
Abertura:
Distância focal:
Velocidade do obturador:
Flash:

  Mais fotografias

As dificuldades Voadora Jeitinho manso Lugar esconderijo Zimbório Vamos chegar a bom porto Mais velha que Portugal Flavonoides, carotenoides e betalaínas

  Escolha da semana

Arco-Íris Reloaded: Pequena flor
Arco-Íris Reloaded: Pequena flor

  Comentários

Existem 13 pontos de vista. Quem será o próximo?
JQJJLMASWORRA
01
J
João Menéres
em 2020-04-04 20:25:02

Que pena, Remus...
Tem que arranjar outro limoeiro!

02
Q
Questiuncas
em 2020-04-04 21:07:02

Paz à sua alma, melhor, ao seu limão.

03
J
Janita
em 2020-04-04 23:40:21

Oh...que pena!
Pois o meu, está aqui com uma pujança que dá gosto... carregadinho, carregadinho. Nem que fazer a tanto limão.

Quer lhe mande um cesto deles?

04
J
Janita
em 2020-04-04 23:43:37

Irra!! Acho que o meu teclado me anda a comer as palavras.
Falta ali um "sei" na frase: Não sei que fazer...
Mas o Remus já me entende mesmo por meias palavras, acho eu... :)

05
L
Lis
em 2020-04-05 01:51:44

Fui ler primeiro o texto e levei um susto rs nessa época de só ouvir _ quantas mortes hoje? foi quase uma pegadinha...
com seu limão aí do lado dá até pra fazer uma boa limonada :))
Limão siciliano é mais raro por aqui _os nossos, o taiti e o galego são fáceis de cultivar.
Gosto dessa foto, Remus muito muito!

06
M
Manu
em 2020-04-05 09:40:16

Tanto trabalho, para depois ter um triste final, mesmo assim conseguiu fotografar um belo limão :P

07
A
Ana Lúcia
em 2020-04-05 11:07:28

Lamento saber. As minhas condolências.
Aprecio muito estas árvores e adoro limões, chá no inverno e limonada no verão. Plante outro. Nestes tempos conturbados vitamina C é sempre necessária.

08
S
Steven
em 2020-04-05 16:33:37

My condolences on this terrible loss. Thankfully, you got one good squeeze out of this shot.

09
W
Willem
em 2020-04-06 15:24:03

Beautifully captured/photographed in the light.

10
O
Omid
em 2020-04-07 18:51:28

such beautiful lights & bokeh!

11
R
Roadrunner
em 2020-04-11 14:33:18

RIP. Paz à sua alma e que descanse em paz. Pelos vistos foi cremada. 😔

12
R
Remus
em 2020-05-04 17:23:49

Obrigado por terem participado neste velório...

João Menéres: Dizem que por agora não valerá a pena arranjar, porque o insecto anda por cá e infesta todos os limoeiros.
Janita: Não, obrigado.
Steven, Willem and Omid: Thank you.

13
A
Alex
em 2020-05-06 22:36:00

oh pah... paz à sua alma... e tu ficaste sem limões "de borla"...