Pontos deVistas

Tu nasceste como um original. Não morras como uma cópia.

Quando caem, nas tardes de Novembro Anterior Seguinte

Quando caem, nas tardes de Novembro

       Anterior Seguinte       

#General

As folhas dos plátanos desprendem-se e lançam-se na aventura do espaço,
e os olhos de uma pobre criatura
comovidos as seguem.

São belas as folhas dos plátanos
quando caem, nas tardes de Novembro
contra o fundo de um céu desgrenhado e sangrento.
Ondulam como os braços da preguiça
no indolente bocejo.
Sobem e descem, baloiçam-se e repousam,
traçam erres e esses, ciclóides e volutas,
no espaço escrevem com o pecíolo breve,
numa caligrafia requintada,
o nome que se pensa,
e seguem e regressam,
dedilhando em compassos sonolentos
a música outonal do entardecer.

São belas as folhas dos plátanos espalhadas no chão.
Eram verdes e lisas no apogeu
da sua juventude em clorofila,
mas agora, no outono de si mesmas,
o velho citoplasma, queimado e exausto pela luz do Sol,
deixou-se trespassar por afiados ácidos.
A verde clorofila, perdido o seu magnésio,
vestiu-se de burel,
de um tom que não é cor,
nem se sabe dizer que nome tenha,
a não ser o seu próprio,
folha seca de plátano.
A secura do Sol causticou-a de rugas,
um castanho mais denso acentuou-lhe os nervos,
e esta real e pobre criatura
vendo o solo coberto de folhas outonais
medita no malogro das coisas que a rodeiam:
dá-lhes o tom a ausência de magnésio;
os olhos, a beleza.

Poema «Poema das Folhas Secas de Plátano» de António Gedeão in "Poemas Póstumos".

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 4011
Publicação: 2020-11-15
Grupo: Geral
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 4.5
Distância focal: 50 mm
Velocidade do obturador: 1/500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Sardanisca Olhar azul Encontrar algo interessante Tabu? Flor que é o contrário de tudo Três de sessenta e quatro Arco-íris a metro Distinto

  Escolha da semana

A Left-Eyed View: Intersecting Buildings?
A Left-Eyed View: Intersecting Buildings?

  Comentários

Existem 9 pontos de vista. Quem será o próximo?
JSAMRJWOL
01
J
Janita
em 2020-11-15 23:41:50

Belíssimo poema para uma fotofrafia que é a perfeita imagem de marca do Outono.
Gostei muito, sim senhor.

02
S
Steven
em 2020-11-16 00:22:29

Splendid carpet of warm autumnal foliage! And the perfect poem to accompany it.

03
A
Ana Lúcia
em 2020-11-16 07:16:53

Adoro ver e sentir as folhas de outono :)

04
M
Manu
em 2020-11-16 11:19:10

Bonito poema para ilustrar as folhas de outono caídas e por onde gosto de passar, ouvindo o som dos meus passos quando as piso.

05
R
Roadrunner
em 2020-11-16 12:57:01

Dá vontade de me deitar nesse "colchão" com as folhas e a chuva a cairem-me em cima! 😊

06
J
Janita
em 2020-11-16 14:09:12

Remus.
Voltei para lhe agradecer a informação que gentilmente me prestou.
Lá, en sú sitio, também o fiz, ainda que tardiamente.
Obrigada.

07
W
Willem
em 2020-11-16 17:23:37

A lovely autumnal carpet in late November light.

08
O
Omid
em 2020-11-18 20:16:44

Lovely!

09
L
Lis
em 2020-11-19 17:49:42

Minha estação preferida _ por vários motivos, vamos deixando o calor intenso do verão e podemos sentir o sol muito mais gentil e acolhedor nos outonos das nossas vidas _ até porque foi num novembro cheio de folhas pelo chão que cheguei por aqui, rsrs.
Foto poética Remus Obrigada