Pontos deVistas

A fotografia não revela o que é visto, mas aquele que vê.

Tudo a subir Anterior Seguinte

Tudo a subir

       Anterior Seguinte       

#Urbanism

Numa altura em que todos os preços sobem, seja por causa da guerra maluca e irracional entre a Rússia a Ucrânia ou seja pela seca, aqui fica uma fotografia para assinalar a subida.

Mas não se esqueçam, que tudo que sobe, desce. Tudo que entra, sai. Tudo que nasce, morre. Tudo que vem, vai.
É praticamente uma a lei da vida, que muito dificilmente alguém consegue mudar.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 4392
Publicação: 2022-03-13
Grupo: Urbanismos
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 4
Distância focal: 18 mm (35mm equiv.: 27 mm)
Velocidade do obturador: 1/60 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Não usar no cerúmen Branco e azuis Aquele claro sol Gónadas Casquilho E27 Neoclássico Cucuritar O belo, o feliz e o emplastro

  Escolha da semana

To whom it may concern - Torenvalk, Falco tinnunculus
To whom it may concern - Torenvalk, Falco tinnunculus

  Comentários

Existem 7 pontos de vista. Quem será o próximo?
SMAWRLR
01
S
Steven
em 2022-03-14 01:03:23

Nice leading lines and repeating patterns!

02
M
Manu
em 2022-03-14 15:12:19

E como são difíceis as subidas.
Eu subiria muito melhor estas escadas, do que as subidas dos combustíveis.
Uma mensagem muito bem concretizada.

03
A
Ana Lúcia
em 2022-03-14 21:29:15

Pois, não sei bem se assim será... todos os anos sentimos a subida dos preços de praticamente tudo... Quando foi que desceu?
Gostei da tua ilustração da subida dos preços. Aliás esta subida pareceu-me muito cansativa.

04
W
Willem
em 2022-03-14 21:40:56

I like the fine details in this picture.

05
R
Roadrunner
em 2022-03-14 23:30:43

Embora não concorde com que tudo o que sobe desce e que tudo o que entra sai, como num elevador, há alturas em que o melhor é mesmo não subir para não descer, nem entrar para não sair. 😋

06
L
L Reis
em 2022-03-17 17:08:15

Eu sei de várias coisas que sobem e não descem: o balão do João, por exemplo, nunca mais ninguém o viu, o pombo que está poisado na cabeça do D. José desde 1947, também nunca mais desce. Coisas que descem para nunca mais na vida subirem, nem vale a pena falar, para não entrar em conversas estranhas.
A esta subida a que se está a assistir de tudo e mais alguma coisa, era desnecessário acrescentar mais uma escadaria que parece ter para ali degraus que nunca mais acabam, é o que eu digo!
E ainda digo mais: continuo a achar que a malta do Norte é muito estranha... têm escadas que são só de subir... homessa...
(No meio disto tudo, sou obrigada a conceder que a imagem foi muito bem "caçada2 para servir de metáfora à nossa atualidade)

07
R
Remus
em 2022-06-02 20:59:17

Obrigado por terem vindo "subir" para esta fotografia e por terem deixado os vossos comentários.

Steven and Willem: Thank you.
Ana Lúcia: Desceu nos nossos sonhos. :-P
L Reis: Basicamente somos pessoas ordeiras e civilizadas... :-D