Pontos deVistas

O ser humano que não comete erros geralmente não faz nada.

Mensageira da paz Anterior Seguinte

Mensageira da paz

       Anterior Seguinte       

#Fauna

A alegoria da pomba branca como mensageira da paz, está descrita em passagens da Bíblia.

Um desses episódios é narrado no Génesis, logo o primeiro livro da Bíblia. Noé, que já estava farto de estar na arca a aturar a mulher e a limpar a porcaria produzida pelos animais, esperava impacientemente o fim do dilúvio, pelo que mandou um animal mensageiro para ver se as águas já tinham descido.

Escolheu o corvo, mas ele só ficou a voar para lá e para cá, basicamente andou a esticar as asas. O corvo perdeu a oportunidade ficar para a história como animal da paz.
Então Noé enviou uma pomba e ela acabou por retornar com um ramo de oliveira no bico. Desde então, a pomba e o ramo de oliveira passaram a ser símbolos de paz e esperança.

Mas repararam que eu não disse que a pomba era branca.
Na Bíblia não existe qualquer menção à cor da pomba.
Só mais tarde, nas representações e pelo discurso oral é que ela passou a ser branca. Isto porque não era conveniente dar a ideia da pomba ser doente ou possuir algum defeito/deficiência, por isso era sempre representada como sendo branca.

E agora?
Do que é que vão reclamar?
Que na fotografia não está uma pomba, mas sim uma rola?
Será que alguém quer ser esse tipo de pessoa?
:-P

  Informação técnica

Fotografia N.º: 4927
Publicação: 2024-01-04
Grupo: Fauna
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5.6
Distância focal: 170 mm (35mm equiv.: 255 mm)
Velocidade do obturador: 1/160 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Inabilidade Arco de tabuleiro superior «Dolichotis Patagonum» Não conhece a linha recta Bromélia A solidão não é viver só Que vidas existem? As colheres

  Escolha da semana

Sayami.de - Feuchte Halme
Sayami.de - Feuchte Halme

  Comentários

Existem 6 pontos de vista. Quem será o próximo?
WSAMJR
01
W
Willem
em 2024-01-04 17:51:36

Very well exposed photo of this white dove.

02
S
Steven
em 2024-01-04 18:05:17

Superb close-up of this dove with its pristine plumage!

03
A
Ana Lúcia
em 2024-01-04 20:54:15

Vou reclamar que o animal.... é branco e lindo! :)

04
M
Manu
em 2024-01-04 22:51:48

Para mim é uma pomba maravilhosa e parece que está à procura do raminho :P

05
J
Janita
em 2024-01-04 23:08:12


Tendo Noé seiscentos anos de vida, no segundo mês, no dia dezassete do mesmo mês, nesse dia romperam-se todas as fontes do grande abismo, e abriram-se as cataratas do
céu. A chuva caiu sobre a Terra durante quarenta dias e quarenta noites. Naquele mesmo dia, Noé entrou na arca com Sem, Cam e Jafet, seus filhos, sua mulher e as três mulheres
dos seus filhos; juntamente com eles, entraram os animais selvagens segundo as suas espécies, os animais domésticos segundo as suas espécies, os répteis que se arrastam pela
terra, e todos os animais voláteis, todas as aves, tudo quanto
possui asas, segundo as suas espécies. ...
Choveu torrencialmente durante quarenta dias sobre a terra. As águas cresceram e levantaram a arca, que foi elevada por sobre a Terra. As águas iam sempre crescendo, engrossando e subiram muito acima da terra, e a arca flutuava à superfície das águas …
Todas as criaturas que se moviam na terra pereceram.

Decorridos quarenta dias, Noé abriu a janela que havia feito na arca e soltou um corvo,
que saiu repetidas vezes, enquanto iam secando as águas sobre a terra. Depois, soltou
uma pomba, a fim de verificar se as águas tinham diminuído à superfície da Terra. Mas, não tendo encontrado sítio para poisar, a pomba regressou à arca, para junto dele, pois as
águas cobriam ainda a superfície da Terra. Estendeu a mão, agarrou-a e meteu-a na arca.
Aguardou sete dias; depois soltou novamente a pomba, que voltou para junto dele, à tarde, trazendo no bico uma folha verde de oliveira. Noé soube, então, que as águas tinham baixado sobre a Terra. Aguardou ainda mais sete dias, depois tornou a soltar a pomba, mas, desta vez, ela não regressou mais para junto dele.

-------------
Agora, bonito, mesmo lindo de ser lido, é o Conto de Miguel Torga sobre o corvo Vicente, que seguia na Arca e sem liberdade bem não vivia nem se sentia. Desafiando o Criador, Vivente não se submeteu, voou e não mais voltou. Teve o Senhor que fechar as comportas do Céu...

E agora? O que vai o Remus fazer com este testamento?
Quer um conselho? Lance-o ao ar para ele voar com o Vento!

06
R
Roadrunner
em 2024-01-10 08:30:40

E se houver alguma discordância que venha o Max com a sua Pomba Branca! 😝