Pontos deVistas

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Vidas de mar Anterior Seguinte

Vidas de mar

       Anterior Seguinte       

#Water

Se a morte predomina nas águas
e se já tantas lágrimas foram derramadas,
porque fazem da vida e das suas almas
um constante jogo de cartas mal dadas?

Se as gaivotas respiram e voam
e se são livres para escolher,
porque não partem e abraçam
outros cheiros e outro entardecer?

Será que quando o sol virar luar,
no momento em que o vento arrefecer
e Neptuno mandar a maré recuar,
mais vidas de mar iremos ver?

Lanço estes meus pensamentos
e deixo-os ir ao sabor da corrente,
invocando as carícias dos ventos,
para que não acheis que sou incongruente.

Sei que não tenho o dom da escrita,
mas se tivesse, poderia ter Rute como nome
e podereis ter a certeza, que é bem dita:
no mundo das letras, ela é pessoa enorme.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2377
Publicação: 2015-02-19
Grupo: Água
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 4
Distância focal: 63 mm
Velocidade do obturador: 1/1000 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Olhem só Trono A velhice Romã na romãzeira num romãzeiral Monte de Santo Estêvão The hanging tree World Wide Web Água e desenvolvimento sustentável

  Escolha da semana

Omid: crab plover
Omid: crab plover

  Comentários

Existem 20 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Willem
em 2015-02-19 07:34:01

Successful composition with the gulls in the foreground and the boat in the background.

02
Gravatar Chica
em 2015-02-19 09:38:05

ESPLÊNDIDA!!! Muito linda! abraços, tudo de bom, chica

03
Gravatar Ana Freire
em 2015-02-19 12:17:51

Eu adoro o mar...
Já as gaivotas... de vez em quando, lá surge alguma, que vai insistindo em bombardear-nos, com algo menos agradável... e desvio-me dessas...
Mas no geral, até que são umas bichinhas bem simpáticas, com as quais me entendo muito bem. Qualquer dia, mostro lá na minha chafarica, mais umas fotos tiradas a meio metro de gaivotas... porque a minha "Sonia Vanessa", não tem lentes de longo alcance... o que por um lado, sempre acresce outra emoção, quando se interage directamente, com os bicharocos...
Que a Rute, tem um talento especial para as palavras, é absolutamente inegável...
Mas acho que o Remus, também leva um certo jeitinho... que gosta de disfarçar, mas que aprecio imenso, o género...
Gosto da imagem. Inspira calma e paz...
Algo que sempre procuro.. mas que nem sempre se encontra... deve ser um dom que me assiste... como diria o "Sai da frente, Guedes"...
Beijos
Ana

04
Gravatar Manu
em 2015-02-19 14:02:33

Se há coisa que me cativa além do mar, são as gaivotas, gostei de as ver assim pousadas, será que vinha lá tempestade? Como sou rabina e se estão perto de mim, aproximo-me descaradamente e ponho tudo a voar e se tiver sorte ainda apanho alguma em voo rasante e tem direito a click.
Estas estão sossegaditas, o Remus ficou ao longe e não lhes quis tirar a hora da sesta e acho que fez muito bem :P

05
Gravatar Manu
em 2015-02-19 14:24:51

Voltei, porque cometi uma falha imperdoável, esqueci de enaltecer o belíssimo poema da Rute e por este andar a avaliar pela última quadra, o Remus também leva jeito, será que isso se pega? :P

06
Gravatar Paulo César Silva
em 2015-02-19 20:34:36

eu acho que o titulo desta foto devia ser: " anda comigo ver os barcos de pesca a passar" :D
deve ser uma corrida de barcos de pesca bem animada... o público parece estar muito irrequieto!

07
Gravatar Dalmeida
em 2015-02-19 21:00:48

Mas foi o Remus que escreveu este poema?...

08
Gravatar Rute
em 2015-02-19 21:33:12

O seu a seu dono, este poema não tem o meu dedo, não escrevi nem uma linha, o mérito é todo do REMUS! Muitos, mas muitos parabéns, está excelente. Só posso agradecer os teus elogios à minha escrita, mas desta vez não 'risquei nada'... a fotografia está lindíssima. Um post de luxo.
1 beijinho

09
Gravatar Ana Freire
em 2015-02-19 21:57:45

Agora que a Rute confirmou...
Eu disse que o Remus tinha jeitinho?... Corrijo.
Afinal tem um jeitão!!! A mim já o Remus, não me engana...

10
Gravatar Clarice
em 2015-02-20 02:02:41

Mau... agora temos poeta? cá vou eu direitinha ao norte GAMAR todas as canetas. lápis e folhas de palpel... ai vou, vou :)

11
Gravatar Ana Lúcia
em 2015-02-20 10:40:08

:) Muitos parabéns. És um poeta.
O mar, a vida, a capacidade que temos de apreciar o belo, dá-nos asas para falar.

12
Gravatar Elisa Fardilha
em 2015-02-20 18:26:11

Fiquei sem palavras perante tamanha beleza!

Parabéns!

Beijinhos.

13
Gravatar Roadrunner
em 2015-02-21 23:56:36

Aqui o ditado parece contradizer a realidade (ou não...): gaivotas em terra, tempestade no mar.

Saudações onduladas!

14
Gravatar Jarek
em 2015-02-23 06:17:37

Beautiful perspective. I really like this photo

15
Gravatar Alex
em 2015-02-23 19:25:48

diria que gosto "bué"... diria e digo! porque de facto, gosto bUÈ! :)

16
Gravatar Cristina
em 2015-02-24 18:43:25

Linda, adoro as gaivotas e o mar.

17
Gravatar Pat
em 2015-02-24 21:19:16

An original idea!! thank you for this blue

18
Gravatar Jéfferson Cezimbra
em 2015-03-01 21:11:29

Acho que o Remus leva jeito rsrsr e se a mulherada é quem diz, eu estou de acordo kkkkkk
Grande foto e poema.
Abraço

19
Gravatar Everson Oliveira
em 2015-03-06 12:18:10

Maravilhosa!!!

20
Gravatar Remus
em 2015-03-06 20:09:26

Estou-vos muito grato pelas vossas boas palavras, às minhas palavras e modesta fotografia.

Willem and Jarek: Thank you.
Paulo César Silva: Acho que vou usar essa ideia de título numa outra fotografia. ;-)
Dalmeida: Sim. ;-)
Pat: Merci.