Pontos deVistas

A fotografia será sempre um remédio para a alma.

Copas, clero Anterior Seguinte

Copas, clero

       Anterior Seguinte       

#Object

Existem indícios de que os jogos de cartas surgiram na China, juntamente com a invenção do papel. Porém, é geralmente aceite que o baralho, mais ou menos da forma como o conhecemos hoje, foi inventado pelo pintor francês Jacquemin Gringonneur, sob encomenda do rei Carlos VI de França. Gringonneur desenvolveu as novas cartas do jogo de forma que representassem a divisão da sociedade francesa através de seus naipes, sendo copas o clero; espadas a nobreza; paus o povo; ouros a burguesia.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2684
Publicação: 2016-03-29
Grupo: Objectos
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5.6
Distância focal: 36 mm
Velocidade do obturador: 1/125 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

De olhos postos no chão Convergências e divergências Mítica cidade de Atlântida Dia do Estudante Brechas da mentira Traça a recta Intimidade a dois Feira de sombras

  Escolha da semana

Arco-Íris Reloaded: Cascata da Pedra Ferida
Arco-Íris Reloaded: Cascata da Pedra Ferida

  Comentários

Existem 14 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Ana Lúcia
em 2016-03-29 16:46:14

:) AS coisas que tu nos contas! Muito interessante. Eu só tenho a dizer, como tenho a mania dos fundos desfocados que gostaria que este também o fosse. :P

02
Gravatar Manu
em 2016-03-29 18:52:13

Molhou o baralho e pô-lo no estendal, foi? :P
Resultou porque ficou com uma boa profundidade de campo.
Eu discordo da teoria dos naipes, copas amor, paus trabalho, espadas traição e ouros dinheiro.
Escolheu o naipe que gosto mais ;)

03
Gravatar Willem
em 2016-03-29 20:04:58

A beautiful and attractive depth of field in this lovely picture.

04
Gravatar Carlos Castro
em 2016-03-29 22:05:44

Bons momentos se pode passar com um baralho de cartas nas mãos!

05
Gravatar Elisa Fardilha
em 2016-03-29 22:07:47

Adorei a explicação sobre o baralho de cartas.
deste banho ao clero???

A tua imaginação não tem limites. A foto está fantástica.

Beijinhos.

06
Gravatar Lis
em 2016-03-30 00:00:33

Gosto de embaralhar as cartas...
A foto ótima como sempre e gosto também das explicações acerca do que publicas.
Seu blog é uma mini-enciclopédia.
Lógico que meu foco está nas fotografias e se elas vem acompanhada de uma dedicação sua em escolher um poema ou uma explicação_ a nota vai nas alturas. É o máximo!
Obrigada pelas partilhas. Sempre excelentes!
um abraço

07
Gravatar Martine Libouton
em 2016-03-30 09:08:31

Très bien fait j'aime beaucoup ta photo! 5*

08
Gravatar Questiuncas
em 2016-03-30 09:10:30

Depreendo então, que vamos ter os restantes naipes pendurados por molas.
Sendo este naipe vermelho, qual a razão de não serem todas as molas vermelhas?

09
Gravatar Clarice
em 2016-03-30 14:31:17

Um estendal de cartas... era só mesmo o que faltava fazer por aqui! Sempre a inventar, o senhor Remus! Até apetece______! (preencher o espaço em branco com uma palavra parecida com GAMAR) :)

10
Gravatar Mariam
em 2016-03-30 20:17:54

Que foto fabulosa! Pbs! Gosto imenso de jogar à sueca rsrs :) bjs

11
Gravatar Alex
em 2016-04-04 22:15:59

deliciosa... e mais não digo.

12
Gravatar Roadrunner
em 2016-04-10 12:39:29

Vou mais pela China. Afinal o que é que não foi inventado na China? Se calhar só mesmo os chineses.

Saudações!

13
Gravatar Olivier
em 2016-04-20 12:41:57

Very nice composition...

14
Gravatar Remus
em 2016-05-02 22:37:35

Estou-vos muito grato pelos vossos comentários.

Ana Lúcia: É... O fundo poderia estar mais desfocado. ;-)
Manu: Se calhar o baralho meteu água... :-D
Willem: Thank you.
Elisa Fardilha: Essa é uma forma de ver as coisas. :-P
Martine Libouton et Olivier: Merci.
Questiuncas: Acho que depreende mal. É capaz de aparecer por aqui outras fotografias desta sessão, mas tenho a ideia que são todas deste naipe. :-) As "pregadeiras" não são todas vermelhas, porque foi um pormenor que nem pensei. ;-)
Clarice: A palavra será "AMAR"? :-P