Pontos deVistas

A fama é um afrodisíaco potente.

Há muros de pedras Anterior Seguinte

Há muros de pedras

       Anterior Seguinte       

#Experiment

Há uma grande distancia a ser percorrida
Caminhos nunca antes trilhados
Pelos meus pés.
Tenho dúvidas a envolver-me silenciosamente
Como nuvens no céu de verão
E preciso ter confiança.
Há muros de pedras
Que querem interferir minha decisão
Devo superá-los
E alcançar a fortaleza.
Do outro lado da margem
Há um reino a ser descoberto
Cheio de novas esperanças no brilho do olhar.
Uma chama ardente
Sufoca-me no mais íntimo do meu coração
E as palavras querem alçar vôos por cima dos montes.
É preciso superar o muro de pedra
Que está no caminho.
Meus passos, agora seguros, se preparam
Para o maior dos desafios.
Que eles me conduzam ao refúgio das almas
Que anseiam pela libertação.

Poema «Muros de pedras» de Odair José da Silva.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3087
Publicação: 2017-09-11
Grupo: Experiências
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 9
Distância focal: 35 mm
Velocidade do obturador: 1/100 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Fenómeno de resistência Feijão-frade Livro vermelho Isto tudo vem do fundo do mar Quem não trabuca... O provérbio Interações Antes que venha o frio

  Escolha da semana

To whom it may concern: Torenvalk, Falco tinnunculus
To whom it may concern: Torenvalk, Falco tinnunculus

  Comentários

Existem 13 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Willem
em 2017-09-11 13:39:30

A specially chosen composition for this photo, attractive result.

02
Gravatar Ana Lúcia
em 2017-09-11 14:33:36

Destes não tenho medo...

03
Gravatar Existe Um Olhar
em 2017-09-11 17:05:18

Andaste a cuscar o milheiral? :P
Um dia destes desconfio que vai sair aqui um prato de pipocas :)
Gostei deste muro e do que se vê para além dele.
Well one Remus!

04
Gravatar Dida
em 2017-09-11 18:54:57

E há os que gostam de espreitar o meio do milho. :-)
O que... não é o caso. Aqui mostra-se por entre muros o que se vê. É pouco, mas imagina-se que haja mais. :-)
Sorte dos que podem escolher ficar ou partir.

05
Gravatar Oldshutterhand
em 2017-09-11 21:41:30

Blessed who can leave them behind.

06
Gravatar João Menéres
em 2017-09-11 22:24:06

No meio do milheiral as estórias são diferentes...
:-)
Mas também podem ser poéticas...

07
Gravatar Janita
em 2017-09-12 15:28:51

Até entre os muros mais negros e fechados, se abrem negas de vida e cor. Basta querermos!
O Remus quis... e conseguiu. :)

08
Gravatar Steven
em 2017-09-12 16:37:10

A well-chosen composition that goes well with this great poem!!

09
Gravatar Paulo Pereira
em 2017-09-12 21:47:41

Por onde andas?

10
Gravatar Omar
em 2017-09-13 18:25:58

Yep, well chosen composition, like a spy looking to the fields of the neighbour (-;

11
Gravatar Elisa Fardilha
em 2017-09-14 19:13:47

Uma foto de uma beleza rara!

Beijinhos.

12
Gravatar Alex
em 2017-10-07 23:32:03

cusco!! :)

13
Gravatar Remus
em 2017-10-12 20:56:42

Obrigado por também terem espreitado esta fotografia.

Willem, Oldshutterhand, Steven and Omar: Thank you.
Existe Um Olhar: Por acaso não sou grande fã de pipocas. Mas como de vez em quando. :-D
João Menéres: Se são diferentes, isso eu não sei, porque eu sou um rapazinho inocente e não sei essas coisas. :-D
Paulo Pereira: Esta fotografia foi tirada no Minho. Concretamente onde, já não lembro. :-)