Pontos deVistas

O trabalho mais duro do mundo - é não fazer nada.

Realidade das cousas Anterior Seguinte

Realidade das cousas

       Anterior Seguinte       

#Experiment

A espantosa realidade das cousas
É a minha descoberta de todos os dias.
Cada cousa é o que é,
E é difícil explicar a alguém quanto isso me alegra,
E quanto isso me basta.
Basta existir para se ser completo.

Tenho escrito bastantes poemas.
Hei de escrever muitos mais, naturalmente.

Cada poema meu diz isto,
E todos os meus poemas são diferentes,
Porque cada cousa que há é uma maneira de dizer isto.

Excerto do poema «A Espantosa Realidade das Cousas» de Alberto Caeiro (Heterónimo de Fernando Pessoa)

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 1338
Publicação: 2011-05-10
Grupo: Experiências
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 5.6
Distância focal: 6.3 mm
Velocidade do obturador: 1/500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Extravagância Hole in one No meio do silêncio Os meus tomates Fonte de Cardozina Complemento Expiatório Sinestesia

  Escolha da semana

Arco-Íris Reloaded: In the woods
Arco-Íris Reloaded: In the woods

  Comentários

Existem 18 pontos de vista. Quem será o próximo?
PRMSRQFHERWAFRDIDR
01
P
Pedro Alves
em 2011-05-10 16:23:31

Simplicidade!
E as cousas simples são (quase) sempre as mais bonitas.

02
R
Richard Geven
em 2011-05-10 20:06:05

Realy a very COOL shot Remus!!!

03
M
Mfc
em 2011-05-10 22:37:17

A parte que sugere o todo!

04
S
Sérgio Pontes
em 2011-05-10 22:55:53

Há qualquer coisa nesta foto que me chamou a atenção, a foto a mim parece-me que está de cabeça para baixo, apenas porque no canto inferior esquerdo está mais claro, logo se fosse luz natural seria mais lógico encontrar essa mesma claridade em cima.

Mas gostei bastante

05
R
Rute
em 2011-05-10 23:42:57

Muito simples e muito bela! O azul do céu é...comovente de tão bonito...
1 beijo :)

06
Q
Quetzal
em 2011-05-10 23:44:05

Apesar de ser mais "fã" do Álvaro de Campos, também aprecio a elogio das coisas simples, da natureza e da realidade do Caeiro, boa ligação entre o poema e a imagem.

07
F
Fábio Martins | Fotografia
em 2011-05-11 00:50:57

Esta nem parece tua! Tanta originalidade que cá nos trazes, tanta foto com tamanhos detalhes...! Verdade seja dita, gosto de cá passar e aprender contigo amigo

08
H
Helder Ferreira
em 2011-05-11 10:26:08

Tiraste isto ao nascer do sol?
Gosto bastante. Está simples.

09
E
Existe Um Olhar
em 2011-05-11 17:27:15

A espantosa realidade das coisas é a minha descoberta, quando venho aqui e olho atenta a originalidade das fotos com que nos presenteia.
Gostei mesmo!!

10
R
Ruimnm
em 2011-05-11 19:00:03

simples mas eficaz. gosto.

11
W
Willem
em 2011-05-11 20:41:46

Nice photo, I like the light and compo

12
A
Alex
em 2011-05-12 19:30:14

a gradação de cores e tons está linda!

13
F
F3lixp
em 2011-05-13 01:55:19

Já eu à muito me cansei de poesias e hoje estou enjoado de fotografia. Preciso de uma pausa. ;)

14
R
Rue Du Lavoir
em 2011-05-13 22:10:03

Il n'y a que toi pour réussir une photo aussi minimaliste. Bravo, Remus !

15
D
Domlortha
em 2011-05-15 10:01:35

This is minimalism!!! NIcely done and composed!
Have a nice day.

16
I
Iris
em 2011-05-15 11:54:14

a essência é uma presença :-). como a luz que sentimos na pele, de olhos fechados

17
D
Desfocado
em 2011-05-16 13:16:31

Bela foto Remus.

PS Posso estar desaparecido, mas não morri (nem deixei de tirar fotos). ;)

18
R
Remus
em 2011-05-16 20:10:40

Estou muito agradecido pelos vossos comentários.

Pedro Alves: Quase? São sempre as mais bonitas! :-)
Richard Geven and Willem: Thanks!
Sérgio Pontes: A fotografia está da forma como foi tirada. Ela foi tirada ao fim da tarde.
Fábio Martins: Não parece minha? Porquê?!
Helder Ferreira: Ao contrário. No final da tarde. ;-)
Rue Du Lavoir et DomLortha: Merci!
desfocado: E aonde é que as publicas?!!