Pontos deVistas

De erro em erro, vai-se descobrindo toda a verdade.

Chuva abandonada Anterior Seguinte

Chuva abandonada

       Anterior Seguinte       

#Water

Cai a chuva abandonada
à minha melancolia,
a melancolia do nada
que é tudo o que em nós se cria.

Memória estranha de outrora
não a sei e está presente.
Em mim por si se demora
e nada em mim a consente

do que me fala à razão.
Mas a razão é limite
do que tem ocasião

de negar o que me fite
de onde é a minha mansão
que é mansão no sem-limite.
Ao longe e ao alto é que estou
e só daí é que sou.

Poema «Cai a Chuva Abandonada» de Vergílio Ferreira

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 1464
Publicação: 2011-11-02
Grupo: Água
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 3.6
Distância focal: 60.8 mm
Velocidade do obturador: 1/500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

SBR Elevação Lado a lado Passadeira de luz Ventana Colunata Abajur Uma das Orchidaceae

  Escolha da semana

To whom it may concern: The Netherlands, Vorden, Baakseweg
To whom it may concern: The Netherlands, Vorden, Baakseweg

  Comentários

Existem 25 pontos de vista. Quem será o próximo?
ACHRMCMNECPFTAAWAADDDRIRJ
01
A
Adrian Laroque
em 2011-11-02 13:18:01

Excelente!

02
C
Cristina Pereira
em 2011-11-02 13:21:14

Como sempre a "a chuva" e a sua fotogenia.:)

03
H
Helder Ferreira
em 2011-11-02 14:17:12

Bonita foto e bonito poema.. :)

04
R
Rute
em 2011-11-02 14:21:23

Gosto muito desta fotografia que transmite nostalgia e também abandono...O titulo não podia estar melhor! Gostei do poema, só conhecia Vergilio Ferreira em prosa.
1 beijo:)

05
M
Manuel Hompanera
em 2011-11-02 17:59:22

Una compo fantástica es todo un acierto incluir esos matojos en primer plano.
Buen trabajo.

06
C
Cr
em 2011-11-02 19:08:49

Excelente foto para um belíssimo poema.
Abraço.

07
M
Mfc
em 2011-11-02 19:24:33

Um silêncio lindo!

08
N
Nuno Monteiro
em 2011-11-02 22:48:46

Bonita. Ainda bem que optaste pelo P&B.

09
E
Existe Um Olhar
em 2011-11-02 22:53:28

Aqui está a prova que as coisas simples dão fotos lindas e Vergílio Ferreira adornou-a da melhor maneira.

10
C
Clarice
em 2011-11-03 00:05:09

Há quem saiba tão bem escutar a chuva...
Vou ficar por aqui e deliciar-me com o pingue pingue deste (belíssimo) poema...

11
P
Paulo Pedroso
em 2011-11-03 00:20:00

gosto da melancolia entre o título e a imagem...

12
F
Fábio Martins
em 2011-11-03 00:44:03

Não consegui perceber a junção do título com a imagem mas olha que gostei dos tons escuros desse vegetação com o restante tom acinzentado mais claro da água!

13
T
Tossan
em 2011-11-03 03:15:07

Gostei muito do poema, mais ainda da foto que apresentas e do novo design do blog.
É cada vez mais espetacular o teu modo de fotografar! É de fato um ponto de vista... Do teu olhar super criativo. Obrigado por compartilhar. Abraço

14
A
Ana Lúcia
em 2011-11-03 11:12:46

Simples e poética.

15
A
Aa
em 2011-11-03 11:46:21

Estava difícil comentar aqui no "Pontos de Vistas", mas, parece que já consigo...:)
Uma foto simples e bonita, acompanhada de um belo poema!

16
W
Willem
em 2011-11-03 13:15:53

Beautiful photo with great composition and nice framing

17
A
Alex
em 2011-11-03 14:13:25

linda... suave... calma...

18
A
Ams
em 2011-11-04 11:10:23

A foto transmite-me um certo despojamento... gostei da opção p&b.

19
D
Dinis
em 2011-11-04 16:33:18

Simples mas linda, parabéns

20
D
Dalmeida
em 2011-11-04 23:46:20

Lindo poema. Não sou fã de Vergílio Ferreira, mas aqui está um poema espectacular. Amei. Não vejo é chuva nenhuma na foto:-)... Ou será esta chuva um estado de alma?

21
D
Domlortha
em 2011-11-05 14:32:05

Very nice BW. I like this!!
Have a nice day.

22
R
Rue Du Lavoir
em 2011-11-09 06:35:48

J'aime bien ce jeu d'ombres. C'est un sujet que j'apprécie. Les matières et les détails de la flore.

23
I
Iris
em 2011-11-09 12:56:55

é um poema de tensões subtis a que a fotografia amplia e prolonga a zona que abre o horizonte. uma bela união, de facto :-)

24
R
Remus
em 2011-11-10 18:22:20

Estou muito agradecido pelos vossos comentários.

Fábio Martins e DAlmeida: Digamos que é uma chuva metafórica. ;-)
Willem: Thanks!
DomLortha et Rue Du Lavoir: Merci!

25
J
Janita
em 2017-09-06 19:39:53

Não se ouve e mal se vê, mas sente-se; o abandono dessa chuva... abençoada! :)