Pontos deVistas

É necessário que as coisas acabem, para que coisas novas aconteçam.

Um instinto de luz Anterior Seguinte

Um instinto de luz

       Anterior Seguinte       

#Experiment

Espírito que passas, quando o vento
Adormece no mar e surge a Lua,
Filho esquivo da noite que flutua,
Tu só entendes bem o meu tormento...

Como um canto longínquo - triste e lento-
Que voga e subtilmente se insinua,
Sobre o meu coração que tumultua,
Tu vestes pouco a pouco o esquecimento...

A ti confio o sonho em que me leva
Um instinto de luz, rompendo a treva,
Buscando, entre visões, o eterno Bem.

E tu entendes o meu mal sem nome,
A febre de Ideal, que me consome,
Tu só, Génio da Noite, e mais ninguém!

Poema «Nocturno» de Antero de Quental

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 1613
Publicação: 2012-05-17
Grupo: Experiências
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 2.8
Distância focal: 6.3 mm
Velocidade do obturador: 1/20 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Verdadeira perdição Casa do gastrópode Se nada há de novo Uma aumentada Formação garfal Silêncio emudecido Templo de Diana Pelo buraco da agulha

  Escolha da semana

Gootchaï 's Photoblog: L'intérieur de la tour de refroidissement 4/4
Gootchaï 's Photoblog: L'intérieur de la tour de refroidissement 4/4

  Comentários

Existem 15 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Iris
em 2012-05-17 23:33:16

o que eu gosto da cegueira da luz. então assim em ritmo de promessa que acalenta os sentidos docemente... não se resiste :-)

02
Gravatar Adelina Silva
em 2012-05-18 08:32:11

Já diz o povo: há sempre uma luz ao fundo do túnel. A profundidade do poema do Quental tocou-me...

03
Gravatar Manu
em 2012-05-18 11:01:07

Instintivamente procuramos sempre a luz, eu encontrei-a agora aqui e pergunto-me o que haverá para além daquela porta iluminada?
O poema lindo de Quental foi uma boa escolha

04
Gravatar Fábio Martins
em 2012-05-18 19:25:12

Andas-te a ver as grutas Remus? :)
Gosto do ponto de vista fotografado... a luz também está bastante interessante

05
Gravatar Ana Lúcia
em 2012-05-18 22:53:29

Esse local e essa luz... transporta-me para um conto de fadas.
Apesar de estoirada, gosto muito da foografia.

06
Gravatar Fabrício
em 2012-05-18 23:54:24

Uma bela imagem meu amigo. Dá pra sentir do frio do chão em contraste ao calor do teto.

07
Gravatar Tossan
em 2012-05-19 00:53:22

Ainda bem que sempre existe uma luz no fundo do túnel, nesse caso duas uma quente e outra natural. Grande foto com uma textura lindíssima! O poema é muito bonito!

08
Gravatar Rute
em 2012-05-19 01:30:23

" Instinto de luz"...sem dúvida que sim, sinto a sua presença nesta tua fotografia. Apetece encostar a pele a cada fragmento seu. a textura do chão, do tecto e das pareces tornam esse apetite ainda mais forte. Adorei:)
1 beijo e um bom fim-de-semana

09
Gravatar Tiago Braga
em 2012-05-19 16:15:12

A luz nesta fotografia está qualquer coisa de muito boa, adoro como ela está azul em baixo e fica dourada e intensa em cima, Muito Bem!!
Abraço =)

10
Gravatar Domlortha
em 2012-05-19 18:01:50

Nice! Love the combination of colors: warm in the top and cold in the bottom. Clever shot.
Have a nice day.

11
Gravatar Yz
em 2012-05-20 13:08:01

beautiful play with the light temperatures

12
Gravatar Alex
em 2012-05-21 18:14:30

um corredor de luz quente, luz fria... e luz branca... o calor, o frio e a libertação... está brutal!!!

13
Gravatar Roadrunner
em 2012-05-23 22:54:05

Onde é esta catacumba, em São Bento?

14
Gravatar Remus
em 2012-05-27 11:46:19

Muito obrigado pelos vossos comentários.

Manu: Após esta luz, existe um castelo com toda a sua história. ;-)
Domlortha: Merci.
Yz: Thanks.
Roadrunner: São Bento? Não. É a entrada para um dos nossos castelos. Acho que para o Castelo de Vide, mas já não tenho a certeza absoluta.

15
Gravatar Janita
em 2017-12-12 00:02:12

Os Sonetos de Antero de Quental já são, por si só, uma fonte de luz.
Um instinto fatal, uma belíssima escolha.

Já a fotografia do Remus me parece a entrada da gruta do Ali-Babá... será? E os quarenta ladrões?... :)