Pontos deVistas

Preguiça é o acto de descansar antes de estar cansado.

Partiste deste lento morrer Anterior Seguinte

Partiste deste lento morrer

       Anterior Seguinte       

#Landscape

Tão triste, tão triste...
Essa tua figura magoada
Sem dedo em riste... até desaparecer...
Tão triste, tão triste...
Esta vida quebrada
Em que desististe de sofrer...
Tão triste, tão triste...
O que te ouço expressar
O que te permitiste nos oferecer...
Tão triste, tão triste...
Agora ao nos deixar
O sorriso que conseguiste
irromper...
Tão triste, tão triste...
Esta canção dorida
Com que te despediste ao escurecer...
Tão triste, tão triste...
Esta lágrima corrida
Que me impediste de conter...
Tão triste, tão triste...
Terem sempre de partir
Aqueles que viste ser sem terem de parecer...
Tão triste, tão triste...
Ficares a sentir
Que ficando partiste deste lento morrer...

Poema «Morrer...» de Jamaral.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2249
Publicação: 2014-09-03
Grupo: Paisagens
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 5.6
Distância focal: 6.3 mm
Velocidade do obturador: 1/1500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Óculos de sol Sempre existe uma janela Orelhas metálicas «Gomphrena Globosa» Capitulo IV De pé! Tentei seguir as pegadas Torre de Babel

  Escolha da semana

To whom it may concern: The Netherlands, Egmond aan den Hoef
To whom it may concern: The Netherlands, Egmond aan den Hoef

  Comentários

Existem 16 pontos de vista. Quem será o próximo?
CJEWCMPDQLORARMR
01
C
Chica
em 2014-09-03 14:41:46

Intenso e lindo poema. Bela foto! abraços, chica

02
J
JoÃo MenÉres
em 2014-09-03 17:17:50

A poesia é muito triste !
Lembra-me a Florbela Espanca...

(Desta vez, vai desculpar-me, não me pronuncio sobre a imagem).

Um abraço.

03
E
Elisa Fardilha
em 2014-09-03 18:49:46

A beleza e magia da foto mereciam um poema menos triste.

Beijinhos.

04
W
Willem
em 2014-09-03 20:12:58

Awesome backlight shooting.

05
C
Cristina
em 2014-09-03 22:18:00

Gosto do minimalismo.

06
M
Manu
em 2014-09-03 22:40:17

Que bom chegar aqui e ver este sol e este mar.
Pode-se viajar para muitos lugares mundo fora, mas cenários destes são únicos como atesta esta foto!

07
P
Paulo César Silva
em 2014-09-03 23:51:46

chego aqui ao blog, e vejo pela primeira vez o sol hoje (e já e quase meia noite) :) o tempo nublado de hoje deixa-me deprimido, e este sol alegra-me... mas depois li o poema, e até a fotografia ficou nublada!!!!

08
D
Dida
em 2014-09-04 01:28:59

Bem que dizer?
Se o cenário inspirou a escolha do poema
Se o poema transformou o cenário
Verdade que ficou um ambiente nostálgico

09
Q
Questiuncas
em 2014-09-04 09:15:13

Grande estouro.
Passemos a explicar:
grande estouro de fotografia, que tem os brancos estourados, mas certamente foi propositado, pelo que se tem de dar valor à opção artística;
grande estouro de poema, fiquei de boca aberta ao ler o poema, adorei.

10
L
Lis
em 2014-09-04 16:18:53

Gosto do 'estouro' do sol brilhando na água _ é exatamente assim que vemos_um brilho forte deixando um rastro de claridade ,
O poema embora triste faz parte das partidas_ quando é lenta nos deixa tal como a foto, melancólica.
abraço

11
O
Oldshutterhand
em 2014-09-04 20:14:57

The picture gives a good impression of the last days of summer. From the poem I get only a silly google translation but I believe its worth reading.

12
R
Rute
em 2014-09-04 20:38:45

Gosto muito Remus,e o poema também é muito bonito. Conjunto perfeito.
1 beijo

13
A
Alex
em 2014-09-07 00:39:11

uma quebra das regras q resultou na perfeição... um bocado estoirada no reflexo do sol, mas eu nao faria melhor...

14
R
Roadrunner
em 2014-09-14 14:08:39

Bom momento!

15
M
Mfc
em 2014-09-14 21:07:17

Olha a minha Póvoa vista por um artista da fotigrafia!

16
R
Remus
em 2014-09-17 13:37:10

Muito obrigado pelos vossos comentários. Muitos mencionaram que o poema era triste, mas era mesmo para ser assim. Esta fotografia é especial e em forma de memorial por uma amiga que partiu.

Willem: Thank you.
Oldshutterhand: :-) Thank you.