Pontos deVistas

Quem não sabe a arte, não a estima.

O velhinho não voltou Anterior Seguinte

O velhinho não voltou

       Anterior Seguinte       

#Graphic

Aquele banco de jardim, abrigado pela árvore
tem histórias p'ra contar.
Fala de pássaros, de ninhos, de meninos a brincar.

Fala de um velhinho
que reparte pelos pombos saquinhos de afeição:
migalhas da migalha à sua mesa.
São eles os seus amigos, é com eles que conversa.
Conta dos filhos ausentes, do lar, da solidão...

Depois vem o outono expulsar os passarinhos
Vem o inverno p'ra ficar eternamente...

Porém, uma manhã, de repente
os pássaros voltam a encher de vida os ninhos,
voltam os pombos, o sol e o riso dos meninos.

Mas algo se faz diferente, alguma coisa mudou.
À tarde, naquele canto sombrio, o banco jaz vazio.
O velhinho não voltou.

Poema «Banco de Jardim» de Lídia Borges.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3567
Publicação: 2019-06-05
Grupo: Grafismos
Câmara: COOLPIX L29
Abertura: f 5.3
Distância focal: 11.8 mm
Velocidade do obturador: 1/60 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Centro Multimeios de Espinho Unção crepuscular Dar duas de letra Que quem cantava Questão de pH Reconciliação Em busca Flor de cauda

  Escolha da semana

Arco-Íris Reloaded: A luz vinha devagar
Arco-Íris Reloaded: A luz vinha devagar

  Comentários

Existem 12 pontos de vista. Quem será o próximo?
MSMWMLAROORA
01
M
Maria Antonieta
em 2019-06-05 21:56:56

O velhinho não voltou, porque arranjou um banco mais confortável para estar sentadinho toda a santa tarde...

Sabia que esta poetisa, a Lídia Borges, é autora do blogue :
"Searas de Versos"? Cruzo-me amiúde com ela, aí por blogues que ambas seguimos.

02
S
Steven
em 2019-06-06 02:19:37

I thought what Maria was thinking. :-) Nice leading lines in this bench!

03
M
Maria Antonieta
em 2019-06-06 10:33:11

Steven...:) this smile is for you.
;)

04
W
Willem
em 2019-06-06 11:21:17

Cool shot of this bank, attractive chosen composition.

05
M
Manu
em 2019-06-06 18:16:22

Eu também não me sentava nesse banco, caso estivesse com alguém. Imagine que alguém se sentava no outro e ouvia a conversa? É um banco que convida à cusquice :P
Já da foto só posso dizer bem, gosto da cor e da composição.

06
L
Lis
em 2019-06-06 20:31:19

Gostei muito da foto que combina tão bem com o desfecho do poema.
Lídia Borges _amo as inspirações dela _ tudo que faz é bonito.
Sobre o velhinho tive uma ideia triste a respeito acho que a dona do poema também. ://

07
A
Ana Lúcia
em 2019-06-07 17:09:10

Gosto destes bancos de jardim, vermelhos, mas gosto deles como "poltronas" para alguém sentar e estar...

08
R
Roadrunner
em 2019-06-08 18:42:33

Só pela cor já vale a pena sentar. O velhinho não devia ser do Benfica. 😜

09
O
Omar
em 2019-06-09 11:01:23

Remus, another great work, I like the leading lines!

10
O
Omid
em 2019-06-18 21:26:04

such beautiful angle, frame, colors & graphics!
A M A Z I N G!!!!!!!!!!!!!!!!!

11
R
Remus
em 2019-07-09 20:45:08

Obrigado por voltarem sempre a este espaço.

Maria Antonieta: Por acaso, até pode ter sido isso que aconteceu. Vamos ficar sem saber... :-P E não sabia isso do blogue da Lídia Borges. Obrigado pela partilha. ;-)
Steven, Willem, Omar and Omid: Thank you.
Manu: Poderia ser mesmo um caso de falar mal pelas costas. :-D

12
A
Alex
em 2019-07-12 22:29:34

quanto velhinhos não voltam... :( estes bancos tão "nossos"...