Pontos deVistas

Quem recusa uma lisonja é porque procura ser lisonjeado duas vezes.

Trindade telecomunicativa Anterior Seguinte

Trindade telecomunicativa

       Anterior Seguinte       

#General

Em Portugal, que somos um país pequeno, existem três operadores de telecomunicações móveis. Ao longo dos anos, as antenas desses três operadores foram nascendo nas nossas paisagens como cogumelos. Chegando ao cúmulo de existirem situações como esta, em que as três antenas estão lado a lado.
Cada operadora possui entre 2000 a 3000 antenas. Fazendo umas contas por alto e pela média, dará cerca de 7500 antenas a poluir as paisagens e a emitir radiações.

Mas agora vem uma nova fase: O 5G está a chegar.
Dizem que com o 5G, as velocidades serão até 100 vezes superiores, as torres terão capacidade de suportar 100 vezes mais dispositivos e um tempo de resposta 50 vezes inferior à do 4G - versão da tecnologia actualmente em vigor.
Parece ser bom.
Parece que iremos ter mais, pelo mesmo.

Mas existe um grande problema. As ondas electromagnéticas do 5G têm um comprimento menor e como consequência, bastante mais dificuldade em atravessar objectos como paredes ou árvores. Por este motivo, a sua instalação não se pode resumir a colocar algumas antenas para cobrir vários quilómetros quadrados, mas sim, ter antenas mais próximas, uma a cada 250 a 500 metros.
Já viram o que é ter uma antena a cada 500 metros?
Está certo que abrangendo menos área, são naturalmente mais pequenas e poderão ser instaladas em todo o tipo de mobiliário urbano e edifícios, como candeeiros de iluminação pública, mas... e o resto?
Tantas antenas não vão trazer mais radiações para o meio ambiente e nossas vidas?
Vai!
Mas existem demasiados interesses envolvidos e como em tudo o que envolve dinheiro, pouca transparência e imparcialidade por parte de quem está no poder e toma as decisões.
Basicamente, vamos ser todos ratos de laboratório cuja saúde vai ser vendida à custa do lucro. Se hoje por causa do Covid-19 temos que andar a lavar muito bem as mãos e a usar máscara, quando chegar o 5G, acho que teremos de passar a usar capacete e roupa de chumbo para nos proteger das radiações.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3843
Publicação: 2020-04-27
Grupo: Geral
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 6.3
Distância focal: 12.4 mm
Velocidade do obturador: 1/750 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Na esperança Estou casulo Branca da couve Junto do mar Outra cidade Ódio Os velhos são os verdadeiros rebeldes Em papel celofane vermelho

  Escolha da semana

Arco-Íris Reloaded: Pequena flor
Arco-Íris Reloaded: Pequena flor

  Comentários

Existem 12 pontos de vista. Quem será o próximo?
SWJJAMODRLAR
01
S
Steven
em 2020-04-27 20:07:00

As a person who regulates these in our community, this is definitely a thorn in my side. Thankfully, with the 5G, we are restricting these antennae to be located on EXISTING utility poles already in existence. Any new utility poles (not to be confused with cell towers), would require special "permission" from the community, which could include compensation.

02
W
Willem
em 2020-04-27 21:07:06

Radiation and radiation are everywhere in this modern world.

03
J
Janita
em 2020-04-27 21:45:43

Se essas antenas representam a Santíssima Trindade, a minha não é o Filho nem o Espírito Santo...

04
J
João Menéres
em 2020-04-28 07:27:09

Fico verdadeiramente assustado após a leitura do texto do REMUS!
E mais não digo em período de pré CALAMIDADE!

05
A
Ana Lúcia
em 2020-04-28 13:05:41

Só más notícias... Uma pena, a foto é boa... e é sépia :) Pensava que não gostavas destas tonalidades.

06
M
Manu
em 2020-04-28 14:58:36

O tom escolhido para apresentar a foto, está em consonância com a gravidade dos factos que descreve.
Concluindo:
Gostei da foto, mas o texto assustou-me :(

07
O
Omid
em 2020-04-28 19:55:45

Amazing!

08
D
Dida
em 2020-05-01 18:50:29

Dito isto, dito desta maneira, fiquei convencida.
Deixa ficar a velocidade que está, que já chega ok? :-)
Aliás, mais velocidade ainda me faz derrapar. Não só nas descidas, mas também nas subidas :-(
O tom da foto e o texto é amargo.

09
R
Roadrunner
em 2020-05-02 11:53:07

E eu que julgava que eram 4 operadores! Queres ver que o meu já faliu e eu nem dei por isso? Ou então não tem direito a antena!
A foto faz-me lembrar um pódio: 1. Altice 2. Nos 3. Vodafone
Falta o 4., o tal que não tem direito a antena nem pódio: Nowo.
Saudações!

10
L
Lis
em 2020-05-02 20:34:43

A velocidade com que o mundo anda, nada mais surpreende.
E a cada novo G estaremos sujeitos a todos os efeitos da modernidade excessiva... Haja visto um vírus há 4 meses sem quem descubra a real causa e o real combate.
E, quem viver verá ...
abraço, Remus

11
A
Alex
em 2020-05-06 22:14:48

adoro... o título... a imagem...e todo o manancial de conhecimento que tu tens sobre 4G e 5G.. :D

12
R
Remus
em 2020-05-25 17:43:34

Uma coisa é certa, os vossos comentários e visitas sobem sempre o meu ânimo. Obrigado!

Steven, Willem and Omid: Thank you.
Ana Lúcia: E continuo a não apreciar. Mas neste caso, acho que dado o assunto do texto, o sépia puxa mais para o "dramatismo". Mas na verdade, o que me fez colocar nesta tonalidade foi o facto de não gostar da conversão que fiz para preto e branco. :-P
Dida: Por mim, também ficava como está. Não preciso de mais. O que existe actualmente chega perfeitamente.
Roadrunner: O nosso operador (em casa também sou Nowo) não possui antenas. Em termos de comunicações móveis, usa a rede da Altice. ;-)