Pontos deVistas

Um crítico é alguém que conhece a estrada mas não sabe conduzir.

Não sei caminhos de cor Anterior Seguinte

Não sei caminhos de cor

       Anterior Seguinte       

#Black&White

A minha poesia é assim como uma vida que vagueia
pelo mundo,

por todos os caminhos do mundo,
desencontrados como os ponteiros de um relógio velho,
que ora tem um mar de espuma, calmo, como o luar
num jardim nocturno,

ora um deserto que o simum veio modificar,
ora a miragem de se estar perto do oásis,
ora os pés cansados, sem forças para além.

Que ninguém me peça esse andar certo de quem sabe
o rumo e a hora de o atingir,
a tranquilidade de quem tem na mão o profetizado
de que a tempestade não lhe abalará o palácio,
a doçura de quem nada tem a regatear,
o clamor dos que nasceram com o sangue a crepitar.

Na minha vida nem sempre a bússola se atrai ao mesmo
norte.
Que ninguém me peça nada. Nada.
Deixai-me com o meu dia que nem sempre é dia,
com a minha noite que nem sempre é noite
como a alma quer.

Não sei caminhos de cor.

Poema «Por todos os caminhos do mundo» de Fernando Namora.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2758
Publicação: 2016-07-05
Grupo: Preto e Branco
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5.6
Distância focal: 50 mm
Velocidade do obturador: 1/50 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

O meu fiel amigo Quase obsoleto? Que cor é a tua vida? Diferença não é defeito Vigoroso e desnudado O símbolo Desta água não beberei Borboleta saltitona

  Escolha da semana

To whom it may concern: The Netherlands, Egmond aan den Hoef
To whom it may concern: The Netherlands, Egmond aan den Hoef

  Comentários

Existem 17 pontos de vista. Quem será o próximo?
JMKMEWOARODRLNOAR
01
J
Joao Meneres
em 2016-07-05 06:06:11

E se fosse no momento actual, então o que escreveria Fernando Namora...
Um grande buraco negro, mais negro que a noite mais negra!
Uma teia que nos leva inexoravelmente para um sem futuro.
Excelente imagem para esse tão caminho sem cor.

02
M
Mário
em 2016-07-05 07:52:10

Sintonia perfeita entre o poema e a imagem.

03
K
Kaipiroska
em 2016-07-05 12:14:03

Adoro! Mas é que gosto mesmo de tudo. Este rendilhado natural é lindo e em monocromático ficou soberba a foto!!!

04
M
Manu
em 2016-07-05 13:01:00

Mais uma foto de cortar a respiração!
Um momento mágico e de grande qualidade.

05
E
Elisa Fardilha
em 2016-07-05 13:34:33

Uma foto de luxo.
parece um candeeiro rendilhado. 10**********
Penso que seja uma a flor de uma plantinha que nasce livre e selvagem... (quando a cores)

Beijinhos.

06
W
Willem
em 2016-07-05 20:40:50

Wonderful photography.

07
O
Oldshutterhand
em 2016-07-06 21:03:11

Artpiece!

08
A
Alex
em 2016-07-07 00:39:01

fantástica... a zona focada so me faz lembrar os alvéolos dos nossos pulmoes...

sinceramente... olha so do que me lembrei

09
R
Rute
em 2016-07-07 02:38:42

Uau! Está sublime! Grande clique este. Pasmada a admirar... o poema está à altura, é lindíssimo. Um post top :)
1 beijo

10
O
Omid
em 2016-07-07 22:06:53

very nice macro shot!
A M A Z I N G!!!!!

11
D
Dragonstar
em 2016-07-10 12:08:41

Absolutely stunning photo!

12
R
Rn
em 2016-07-10 12:41:29

Beautiful composition.

13
L
Lis
em 2016-07-11 22:14:14

Ando na maioria das vezes 'meia desconcentrada' mas sei sim o caminho por onde vou indo... rs o mesmo que todos vamos...
Mas nao vamos nos perder, não é?
nos encontraremos, quem saberá?

14
N
Nicolas
em 2016-07-14 23:38:19

A very elegant take on an intricate design!

15
O
Olivier
em 2016-07-15 12:26:26

Wow! Just magic... My compliments, Remus.

16
A
Ana Lúcia
em 2016-07-20 09:22:58

Estou perdida! Estou rendida!!! Mas que foto!!! Genial!!!

17
R
Remus
em 2016-08-15 18:50:42

Muito obrigado pela vossa presença.

Elisa Fardilha: Isto é o casulo já seco de um fruto chamado físalis.
Willem, Oldshutterhand, Omid, Dragonstar and Rn: Thank you.
Alex: Olha que podias ter-te lembrado de algo mais estranho. :-D Mas ver nesta fotografia alvéolos dos pulmões, não me parece que seja muito mal visto. Até que existem algumas parecenças. ;-)
Lis: Sim.... Quem saberá! ;-)
Nicolas et Olivier: Merci.