Pontos deVistas

A arte é um resumo da natureza feito pela imaginação.

Simplicidade da curva Anterior Seguinte

Simplicidade da curva

       Anterior Seguinte       

#Object

Conhecer o caminho
enquanto apenas caminho
inspirar as portas e janelas
que a poesia me abre

Conhecer o caminho
com as pernas e os olhos
sem decifrar as perguntas
sem me encostar nas respostas

Conhecer o caminho
onde as horas florescem e murcham
os medos as mágoas os pesares

Conhecer o caminho
como se ficasse cego e a luz
na pele toda (e na alma) me tocasse

Soneto «Soneto do caminho» de Francisco Zebral.

#Flinpo #Curva de papel

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3190
Publicação: 2018-01-25
Grupo: Objectos
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 32
Distância focal: 170 mm
Velocidade do obturador: 6 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Coroa de Rei Bola ou bolha? Que o amor prevaleça Fosse abertura Do coração às mamas Fiz um colar Sei que me ouves na tempestade Borboletas na barriga

  Escolha da semana

In' Pression a LUZ: {em sendas de mistério}
In' Pression a LUZ: {em sendas de mistério}

  Comentários

Existem 13 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Camerando
em 2018-01-25 05:24:08

Na minha opinião, uma óptima fotografia. Preto-cinza-gradiente muito bem pensados diagonalmente. Eu, pessoalmente, teria sobre exposto provavelmente 2 steps a mais, por pura preferência pessoal.

02
Gravatar Questiuncas
em 2018-01-25 08:30:49

Poderia dizer maravilhas, poderia elogiar, poderia muitas outras coisas, mas não posso, pois só me apetece rasgar a cartolina em mil pedaços e perguntar "Então Remus, e agora?".
Mas é melhor não, ele ainda pegava nesses mil pedaços e tirava outras mil fantáticas fotografias.

03
Gravatar Martine Libouton
em 2018-01-25 10:40:25

Une très belle prise j'aime

04
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-01-25 15:53:48

A simplicidade e beleza da curva numa foto original!

Beijinhos.

05
Gravatar Willem
em 2018-01-25 20:33:45

Fantastic photo.

06
Gravatar Omid
em 2018-01-25 20:39:39

very nice abstract!
A M A Z I N G!

07
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-01-25 21:19:51

De uma suavidade... sensual.

08
Gravatar Alex
em 2018-01-25 22:52:02

por vezes é na simplicidade que surgem grandes obras.. é o caso, aqui! parabéns!

09
Gravatar Manu
em 2018-01-25 22:53:52

Uma estilo que nunca tinha visto por aqui, mas gostei da simplicidade e o facto da folha se diluir no canto direito deu uma beleza especial à foto.

10
Gravatar Steven
em 2018-01-25 23:25:14

Beautiful abstract with great tones and light!!

11
Gravatar L Reis
em 2018-01-26 14:56:36

Raios e coriscos!!!
Mais valia que me tivesse acertado com um martelo no mindinho do pé. A subtileza dos gradientes cinzentos, à mistura com a simplicidade e suavidade da curva, é coisa para me deixar, não só, muito abalada como a ranger os dentes do siso. Estivéssemos nós no faroeste e era capaz de recomendar que o besuntassem com alcatrão, que o mergulharem numa tina com penas e que o obrigassem a ir, montado num burro, de Matosinhos a Cinfães!

12
Gravatar Dida
em 2018-01-29 12:24:40

Já disseram tudo.
Suave
Sensual
Belo
Não estrago. Às vezes menos é mais.
Bjs

13
Gravatar Remus
em 2018-02-19 21:47:21

Estou muito grato pelas vossas visitas e palavras.

Martine Libouton: Merci.
Willem, Omid and Steven: Thank you.
L Reis: De Matosinhos a Cinfães são quase 100km. Será que o burro aguentava com um hipopótamo em cima do lombo, durante esse trajecto todo? :-D