Pontos deVistas

O maior erro dos "espertos" é achar que podem fazer todos de otários.

Fazer como se nada houvesse para fazer Anterior Seguinte

Fazer como se nada houvesse para fazer

       Anterior Seguinte       

#Landscape

Quando há muito para fazer, que é sempre, o melhor é fazer como se nada houvesse para fazer e deixar tudo para o pouco tempo – que infelizmente tem de ser medido – que resta para fazê-lo.
Nos dias de maior trabalho, permita-se o maior luxo. Não depois, mas antes. Ou melhor: antes para quem sente que roubou um pecado e tem de pagá-lo e depois para quem sente que merece uma recompensa por ter trabalhado tanto.

(...)

É um erro equiparar o trabalho ao prazer, seja anterior ou posterior. O trabalho é sempre um sofrimento, um esforço, uma coisa que, tal como o Bartleby de Melville, se preferia não fazer.

O segredo dos dias é dividir o tempo entre aquele que nós queremos ocupar e aquele que outros querem, por interesse ou amizade, que nós ocupemos.
É sempre melhor fugir e, depois, pagar o preço de fugir, que é sempre mais barato do que o custo de ficar. Ou não.

Texto de Miguel Esteves Cardoso, in "Jornal Público (03 Jul 2014)".

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 4470
Publicação: 2022-06-18
Grupo: Paisagens
Câmara: COOLPIX L29
Abertura: f 14
Distância focal: 17.6 mm
Velocidade do obturador: 1/125 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Vida, alegria e peixe As praias também se montam Quando a chama se ateia Esciofobia Portas, pobre, melões e dar Não te enganes no caminho Dias de folia Flor desmaiada

  Escolha da semana

Digit@l Pixel: Espelhos na cidade
Digit@l Pixel: Espelhos na cidade

  Comentários

Existem 8 pontos de vista. Quem será o próximo?
JWRAMSLL
01
J
Janita
em 2022-06-18 15:37:22

Este MEC parece estar estar a voltar aos seus tempo de parvoíces! Faz algum sentido isso que ele disse?

Bem, esqueçamos o ex- bon vivant e falemos mas é da beleza deste anoitecer, em que o sol já se escondeu no horizonte.
Também, o que poderá ainda haver para fazer ao final do dia, senão deslumbrarmos a alma e deixarmo-nos levar ao sabor da corrente...?
😚

02
W
Willem
em 2022-06-18 16:47:14

Beautiful exposed beach photo and complete with a seagull in the composition

03
R
Roadrunner
em 2022-06-18 18:42:29

Esta fotografia foi tirada sob o efeito das poeiras do Sahara?... 🥴

04
A
Ana Lúcia
em 2022-06-19 19:07:50

O que eu gostava de sentir essa água que seria tépida e navegar nessas ondas e partir...

05
M
Manu
em 2022-06-19 20:01:57

Para o Remus que diz que não gosta de calor, deixou aqui uma foto escaldante.
Ficou linda!

06
S
Steven
em 2022-06-20 12:25:14

A stunning view under this sky that evokes an ominous warning! Great capture.

07
L
Lis
em 2022-06-20 17:46:31

Esse ceu todo avermelhado acontece quando temos
'poeira do deserto' Vi alguns dias assim, em Genebra.
São até assustadores! E lindos!
Mesma coisa acontece quando o mar está agitado demais
e faz medo e é ao mesmo tempo lindo!
Céu e Mar! temos iguais Remus, Isso só nos aproxima.

08
L
L Reis
em 2022-06-21 16:20:06

O tempo, cá está... já reparaste que quando o tempo nos falta é sempre para aquelas coisas que gostamos de fazer? E se pudéssemos acordar e dizer assim: "hoje não posso trabalhar que não tenho tempo", ou então," hoje não vou à reunião que não tenho tempo"... isso é que era!
Bom, mas adiante... neste momento o que eu queria saber é se havia necessidade de pegar fogo ao mundo inteiro só para fazer uma fotografia?! Já seria bastante este espetáculo laranja, mas ainda temos que levar com apontamentos de pessoinhas que, obviamente, têm tempo bastante para fazerem aquilo que gostam. Canídeos!