Pontos deVistas

Em arte, tudo está naquele "nada".

Segurar a lâmpada Anterior Seguinte

Segurar a lâmpada

       Anterior Seguinte       

#Object

Lembro-me de que certa noite, eu teria uns quatorze anos, quando muito, encarregaram-me de segurar uma lâmpada elétrica à cabeceira da mesa de operações, enquanto um médico fazia os primeiros curativos num pobre-diabo que soldados da Polícia Municipal haviam carneado. (...) Apesar do horror e da náusea, continuei firme onde estava, talvez pensando assim: se esse caboclo pode aguentar tudo isso sem gemer, por que não hei de poder ficar segurando esta lâmpada para ajudar o doutor a costurar esses talhos e salvar essa vida? (...)
Desde que, adulto, comecei a escrever romances, tem-me animado até hoje a ideia de que o menos que o escritor pode fazer, numa época de atrocidades e injustiças como a nossa, é acender a sua lâmpada, fazer luz sobre a realidade de seu mundo, evitando que sobre ele caia a escuridão, propícia aos ladrões, aos assassinos e aos tiranos. Sim, segurar a lâmpada, a despeito da náusea e do horror. Se não tivermos uma lâmpada eléctrica, acendamos o nosso toco de vela ou, em último caso, risquemos fósforos repetidamente, como um sinal de que não desertamos nosso posto.

Texto de Érico Veríssimo.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 2959
Publicação: 2017-03-26
Grupo: Objectos
Câmara: KODAK DX6490
Abertura: f 8
Distância focal: 11.1 mm
Velocidade do obturador: 1/1000 sec
Flash: Disparado

  Mais fotografias

O crescer de uma magnólia Composições figurativas Teus passos Por aqui também há rosas Rua das Laranjeiras Hoje, já te disse que te amo? Concatedral de Miranda do Douro Amor com amor se paga!

  Escolha da semana

Arco-Íris Reloaded: Se ao dizer adeus à vida...
Arco-Íris Reloaded: Se ao dizer adeus à vida...

  Comentários

Existem 18 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Chica
em 2017-03-26 22:48:50

Texto lindo do Érico e a foto igualmente bela! abraços, chica

02
Gravatar Steven
em 2017-03-27 02:12:25

A great analogy that is true words to follow in today's society!!

03
Gravatar Questiuncas
em 2017-03-27 11:41:10

Fiquei curioso e confuso.
A lâmpada está acesa, ou é só flash?
Nota-se na rosca da lâmpada a luz do flash (acho eu), mas com uma velocidade de 1/1000 s a luz do flash será suficiente para iluminar a lâmpada?
Curioso e confuso, é assim que estou.
Também poderia dizer que sinto a falta de alguns comentários, mas isso são outras conversas.
provocará na fotografia algum ef
como o fundo está totalmente negro, fiquei confuso

04
Gravatar Manu
em 2017-03-27 11:54:56

Segurou a lâmpada, mas não a acendeu, certo?
Ficou um belo contraste!

05
Gravatar Willem
em 2017-03-27 12:04:24

This "cool" idea beautifully photographed.

06
Gravatar Olivier
em 2017-03-27 13:33:04

Another very intense photography period (...).
In the image of this light bulb, you have a lot of imagination and you're a crazy man... that's for sure! ;-)
Congratulations for this beautiful work, these beautiful photographic experiences, my friend. It's always a pleasure to come to your site. Thank you.

07
Gravatar Lis
em 2017-03-27 17:38:14

'Segurar a lâmpada', diz muito além da historinha.
Quantas vezes torna-se necessário um pouco de claridade para sairmos do torpor que nos embrenhamos... e tão bom é se encontramos alguém que nos segure a lâmpada. Gostei Remus
Abraço de muitos outros que darei porque estou na área _querendo muito não desertar, de novo.

08
Gravatar João Menéres
em 2017-03-27 20:17:07

Embora esteja presente no casquilho o uso do flash, creio que uma lâmpada fosca sobre um fundo negro bem o dispensava, digo eu...
E precisou de 1/1000?

09
Gravatar Dida
em 2017-03-28 01:01:40

A lampada estáva apagada. O flash estava ligado....
A lampada ficou fosca, o casquilho ficou em destaque...
Peço explicações ;-)

10
Gravatar L Reis
em 2017-03-28 20:24:54

Uma grande imagem/metáfora para o excerto do Veríssimo. Um conjunto que nos dá que pensar... às vezes é tão fácil esquecermos as coisas mais simples e óbvias... aquelas que têm, obrigatoriamente, que fazer parte da maneira como estamos no mundo.

11
Gravatar Omid
em 2017-03-29 20:22:52

Amazing shot!

12
Gravatar Ana Lúcia
em 2017-03-29 21:33:53

Espero que a tenhas apagado na hora da Terra. :) Esta é mais uma daquelas fotos que eu não faria.

13
Gravatar Roadrunner
em 2017-03-30 11:51:38

Parece estar meia apagada, ou meia acesa.

Saudações!

14
Gravatar Elisa Fardilha
em 2017-03-30 13:32:46

Não comento a parte técnica pois nada percebo da mesma.

Gostei da foto, mesmo não sendo das minhas preferidas.

Beijinhos.

15
Gravatar Remus
em 2017-04-23 21:35:38

Estou grato pelos vossos comentários.

Steven, Willem and Omid: Thank you.
Questiuncas: A lâmpada está apagada. A lâmpada estava pousada, com a ponta dentro de uma tampa qualquer, penso que de um amaciador de roupa, que estrategicamente foi omitido do enquadramento. A lâmpada é daquelas opacas, completamente brancas. A fotografia foi tirada com o tal flash da câmara e com recurso à luz de um candeeiro.
Manu e Dida: Se faz favor, olhe veja a resposta que dei ao inquilino de cima. ;-)
Olivier: Merci.
João Menéres: Se precisava ou não dos 1/1000 seg. não sei. Mas a câmara fotográfica (foi tirada com a compacta) achou que sim, pelo que eu resolvi não discutir com ela. Se ela achou que assim é que estava bem, eu respeitei a decisão dela. ;-)
Ana Lúcia: Mas a lâmpada estava apagada... ;-)

16
Gravatar Dragonstar
em 2017-04-30 13:05:12

An excellent post, and a great photo.

17
Gravatar Bettyl - Nz
em 2017-05-01 08:33:01

Simple but interesting shot.

18
Gravatar Alex
em 2017-05-09 19:30:40

bem... "mea culpa"... o tempo não tem dado para nada... e andei meia desarredada daqui.. mas voltei... para comentários...

simples, cuidadosamente escolhida e adequada ao lindo texto.