Pontos deVistas

Um autor estraga tudo quando pretende fazer bem de mais.

Que a espera não seja longa Anterior Seguinte

Que a espera não seja longa

       Anterior Seguinte       

#Landscape

Que a espera não seja longa.
Que a dúvida não te importune.
Que o sorriso seja sincero.
Que o abraço seja singelo.

Que a distância não seja uma tortura.
Que a saudade sempre traga lembranças.
Que o coração nunca perca a esperança.
Que o medo não seja uma fronteira.

Que longo seja o abraço,
movido pela saudade,
que sem medo o coração percorre,
atravessando as fronteiras em busca de um sorriso que o encha de emoção.

Poema «Passaporte para o Coração» de Alessandra Santos.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3305
Publicação: 2018-06-25
Grupo: Paisagens
Câmara: COOLPIX L29
Abertura: f 8
Distância focal: 4.6 mm
Velocidade do obturador: 1/250 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Camadas ao alcance Arroz do fundo Frágil como uma avenca Ilha dos Amores Local de culto Grande sorriso Angiospermas Uma questão de badalo

  Escolha da semana

To whom it may concern: Distelvlinder, Vanessa cardui
To whom it may concern: Distelvlinder, Vanessa cardui

  Comentários

Existem 15 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Omar
em 2018-06-25 18:24:36

tranquille! nice playe and a very symetric view

02
Gravatar JoÃo MenÉres
em 2018-06-25 18:49:22

Independentemente de gostar da meia-laranja, gosto desta imagem e apreciei muito o poema de Alessandra Santos!

03
Gravatar JoÃo MenÉres
em 2018-06-25 18:52:07

Às vezes o Remus, chama a atenção para certas linhas minhas.
Pois bem, hoje devolvo o conselho!

04
Gravatar Steven
em 2018-06-25 19:25:22

A nicely-framed view complemented by the great symmetry!! I love the poem, too. It reminds me of my many waits in the park.

05
Gravatar Omid
em 2018-06-25 22:30:41

Lovely view.

06
Gravatar Dida
em 2018-06-26 01:20:04

Suave...suave...suavezito
Parece algodão que alguém soprou para o céu e vai cair no mar.
:-)

07
Gravatar Manu
em 2018-06-26 08:01:43

Já estou a imaginar o Remus que resoveu levar a menina a passear, num dia calmo de outono , para um lugar isolado, onde só os pombos foram testemunhas do encontro e a dizer-lhe:
-Senta-te no banquinho para eu bater uma chapa :)
Depois...depois, é melhor ficar calada e dizer apenas que teve bom gosto porque o lugar é bem bonita e ficou uma foto que convida a estar e a ficar!
Gostei!

08
Gravatar Martine Libouton
em 2018-06-26 09:40:38

Une très belle composition ! J'aime

09
Gravatar Willem
em 2018-06-26 09:43:41

A attractive framed view and also a beautiful composition with the trees and the pigeons.

10
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-06-26 09:58:19

Está tudo tão geométrico... esta ficaria excelente em sepia :)

11
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-06-26 20:16:19

Ele apareceu???

A foto está um sonho... única, tal como o poema que a legenda!

Beijinhos.

12
Gravatar O Ultimo Fecha Aporta
em 2018-06-26 21:23:34

Quase simétrico :)

PS: Vê o meu post de 2ª feira, com o efeito de sombras nas pedras :)

13
Gravatar L Reis
em 2018-07-02 18:30:57

Vamos lá a ver: a pequena deu-lhe autorização para lhe tirar a fotografia enquanto se encontrava no momento íntimo de comtemplação? Não deu?
Claro que não deu! E os pombos? Deram-lhe autorização? Claro que não deram! Considero, por isso, esta fotografia ilegal e exijo a ação da ERO (Entidade Reguladora das Obturações)! Não particularmente nesta, mas em muitas outras fotografias que vejo por aqui (tenho a certeza que nenhum dos seus legumes lhe deu autorização para ser fotografado, por exemplo) Posto isto não tenho mais nada a dizer: nem sobre simetriazinhas, nem sobre o céuzinho, nem sobre a composiçãozinha!

14
Gravatar Alex
em 2018-07-04 00:37:02

ainda bem que está sentada :)

15
Gravatar Remus
em 2018-07-17 20:57:11

Muito obrigado pelas vossa presença e comentários.

Omar, Steven, Omid and Willem: Thank you.
João Menéres: Mas nesta "praça" a linha não está centrada com o banco. Vai daí, como por mais que fizesse a linha nunca iria ficar centrada com o banco, optei por este enquadramento para fugir realmente à ideia da centralidade da linha. ;-)
Manu: Até poderia ser. Mas por acaso não foi o caso. A mulher é uma desconhecida. ;-)
Martine Libouton: Merci.
Ana Lúcia: Mas eu sou alérgico a essa tonalidade/efeito. :-P
Elisa Fardilha: Enquanto eu estive por lá, ele não apareceu...
L Reis: Claro que deu. E ela até assinou o modelo RS027 e a autorização RS-9B, mas agora não sei onde os guardei. :-P