Pontos deVistas

Nem relógio trabalha de graça.

Cada dia... Anterior Seguinte

Cada dia...

       Anterior Seguinte       

#Landscape

Sois vós um daqueles a quem se chama feliz? Pois bem, vós estais tristes todos os dias. Cada dia tem uma grande amargura e um pequeno cuidado. Ontem tremíeis pela saúde de alguém que vos é caro, hoje receais pela vossa; amanhã será uma inquiteação de dinheiro, depois a diatribe de um caluniador ou a infelicidade de um amigo, mais tarde o mau tempo que faz, qualquer coisa que se quebrou ou se perdeu, uma vez um prazer que a vossa consciência e a coluna vertebral reprovam, outra vez a marcha dos negócios públicos. Isto sem contar as penas de coração. E assim sucessivamente. Uma nuvem que se dissipa e outra que se forma logo. Apenas um dia em cem de plena felicidade e cheio de sol. E sois desse pequeno número que é feliz! Quanto aos outros homens, envolve-os a noite estagnante.
Os espíritos reflectidos usam pouco desta locução: os felizes e os infelizes. Neste mundo, evidentemente vestíbulo de outro, não há felizes.
A verdadeira divisão humana é esta: os iluminados e os tenebrosos.
Diminuir o número dos tenebrosos e aumentar o dos iluminados, eis o fim. É por isso que nós gritamos: ensino, ciência! Aprender a ler, é alumiar com fogo; toda a sílaba soletrada cintila.
De resto, quem diz luz não diz, necessariamente, alegria. Também se sofre com a luz; em demasia queima. A chama é inimiga da asa. Queimar-se sem deixar de voar, é o prodígio do génio.
Quando conhecerdes e quando amardes, sofrereis ainda. O dia nasce em lágrimas. Os iluminados choram quando mais não seja sobre os tenebrosos.

Texto de Victor Hugo, in "Os Miseráveis".

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3415
Publicação: 2018-11-17
Grupo: Paisagens
Câmara: COOLPIX L29
Abertura: f 8
Distância focal: 4.6 mm
Velocidade do obturador: 1/1000 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

É uma muralha de suficiência Trissulfeto de dialila Erosão costeira Meio translúcido Todos os cogumelos são comestíveis... Horário do fim Cesto na tabela Dentro dos limites de velocidade

  Escolha da semana

In' Pression a LUZ: {hino}
In' Pression a LUZ: {hino}

  Comentários

Existem 10 pontos de vista. Quem será o próximo?
Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar Gravatar
01
Gravatar Willem
em 2018-11-17 18:04:28

Beautiful that threatening skies above the sea, also attractive vertical framing.

02
Gravatar Maria Antonieta
em 2018-11-17 21:50:34

"Queimar-se sem deixar de voar, é o prodígio do génio."
Eis, a verdadeira divisão humana!!

Por isso, e só por isso, continuo a voar... por mais negras e tenebrosas que sejam as nuvens a pesar-me sobre a cabeça.

A fotografia tem tanto de tenebrosa, quanto de bela. :)

03
Gravatar Manu
em 2018-11-19 10:58:51

Gosto destas nuvens tenebrosas, deste que o estado de espírito não esteja a condizer com esta escuridão :P

04
Gravatar Elisa Fardilha
em 2018-11-19 13:55:46

Gosto de nuvens tenebrosas... condizem com o meu estado de espírito!
Ando pouco iluminada!

Beijinhos.

05
Gravatar Ana Lúcia
em 2018-11-19 22:26:03

Recuso-me a ler esse texto, porque li o primeiro volume e não gostei. temos de ser verdadeiras enciclopédias para perceber de geografia, história, etc, etc... Agora que escrevi tudo isto percebo que esta foto combina bem com o livro - um verdadeiro tormento.

06
Gravatar Dida
em 2018-11-19 23:41:29

O céu tem cara de mal disposto, enjoado.
Parece lamentar-se nas ondas do mar.
Está tristonho, como o texto.
Como eu, ranhoso. ;-)

07
Gravatar Alex
em 2018-11-21 22:47:01

está um pouco escura... eu teria dado um pouco mais de brilho, e mais contraste.. mas é uma mera opinião :)

08
Gravatar Omid
em 2018-11-24 20:16:32

Amazing atmosphere!

09
Gravatar Roadrunner
em 2018-11-25 14:47:53

Gosto da foto. O céu em plena demonstração de fúria.😱

10
Gravatar Remus
em 2018-12-10 20:56:49

Estou muito grato pelas vossa presença e palavras. As vossas opiniões são sempre muito importantes.

Willem and Omid: Thanks.