Pontos deVistas

O melhor existe, o único não.

Sem causa a infância ri Anterior Seguinte

Sem causa a infância ri

       Anterior Seguinte       

#General

Sem causa a Infância ri, sem causa chora:
Incauta se despenha a mocidade;
Sacode o jugo, e nela a liberdade,
A caça, o jogo, o amor, tudo a namora.

Das honras o varão se condecora;
Tudo é nele ilusão, tudo vaidade:
Junta Tesouros a avarenta idade;
Diz mal do nosso, e ao tempo andado adora.

Tormento é toda a vida, é toda enganos:
Quando uns afectos vence a novos corre,
E tarde reconhece os próprios danos:

Porque enfim se a prudência nos socorre,
Ditada na lição dos longos anos,
Quando se sabe, então é que se morre.

Poema «Sem Causa a Infância Ri» de Abade de Jazente, in «Antologia Poética».

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 4167
Publicação: 2021-06-09
Grupo: Geral
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 5.6
Distância focal: 200 mm
Velocidade do obturador: 1/500 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Outro canal Assim te envolvia em lúcido véu CMA 1863 As pupilas do senhor gato No mínimo, 24 porcos Solis oculus Paleozóico Hypersensitive Panchromatic

  Escolha da semana

Instantes Cativos ''FOTOGRAFIA'': Depois da tempestade vem a bonança
Instantes Cativos ''FOTOGRAFIA'': Depois da tempestade vem a bonança

  Comentários

Existem 9 pontos de vista. Quem será o próximo?
AASMMRWLO
01
A
Ana Lúcia
em 2021-06-09 18:06:34

Que sauddaes que tenho dos tempos em que ria até chorar.... :)
E também, que saudades dos tempos em que as lágrimas me caiam de emoção... Hoje, já raramente as sinto. É duro crescer.
Não tive jardim com baloiços...

02
A
Ana Lúcia
em 2021-06-09 18:08:19

Quando a palavra tem "...dade", raramente me saem as letras bem. :( Não sei o que se passa com o meu centro de escrita cerebral.

03
S
Steven
em 2021-06-09 18:58:02

A thought-provoking poem that fits this poem perfectly!

04
M
Michael Rawluk
em 2021-06-10 02:33:53

They are wonderful toys. Our grandkids love them.

05
M
Manu
em 2021-06-10 10:39:21

Gosto de ver estes baloiços nos parques.
Na minha infância eram duas cordas e uma tábua e alguém empurrava.
Como era feliz!

06
R
Roadrunner
em 2021-06-10 20:01:04

Um Monroe... 😋

07
W
Willem
em 2021-06-11 18:43:05

A well chosen composition for this shot.

08
L
L Reis
em 2021-06-12 20:44:44

Acredito que deve haver uma maneira de a infância sobreviver (naquilo que tem de bom) e resistir às armadilhas do tempo que nos faz maiores e menos livres.
E podemos começar aqui: só não sei se este brinquedo aguenta com o meu metro e 65...

09
O
Omid
em 2021-06-15 19:03:24

:)
Amazing!