Pontos deVistas

O maior erro dos "espertos" é achar que podem fazer todos de otários.

Três tempos Anterior Seguinte

Três tempos

       Anterior Seguinte       

#Black&White

Há vária gente que não gosta de evocar o passado. Uns por energia, disciplina prática e arremesso. Outros por ideologia progressista, visto que todo o passado é reaccionário. Outros por superficialidade ou secura de pau. Outros por falta de tempo, que todo ele é preciso para acudir ao presente e o que sobra, ao futuro. Como eu tenho pena deles todos. Porque o passado é a ternura e a legenda, o absoluto e a música, a irrealidade sem nada a acotovelar-nos. E um aceno doce de melancolia a fazer-nos sinais por sobre tudo. Tanta hora tenho gasto na simples evocação. Todo o presente espera pelo passado para nos comover. Há a filtragem do tempo para purificar esse presente até à fluidez impossível, à sublimação do encantamento, à incorruptível verdade que nele se oculta e é a sua única razão de ser. O presente é cheio de urgências mas ele que espere. Ha tanto que ser feliz na impossibilidade de ser feliz. Sobretudo quando ao futuro já se lhe toca com a mão. Há tanto que ter vida ainda, quando já se a não tem...

Texto de Vergílio Ferreira in "Conta-Corrente 5".

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 4257
Publicação: 2021-09-28
Grupo: Preto e Branco
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 7.1
Distância focal: 170 mm
Velocidade do obturador: 1/320 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Todos ao molho Peguei, trinquei e meti-te na cesta Três-quartos General Quando as portas do castelo se abriram Tetracromata Ela aqui tão perto Beleza venenosa

  Escolha da semana

Digit@l Pixel: Espelhos na cidade
Digit@l Pixel: Espelhos na cidade

  Comentários

Existem 8 pontos de vista. Quem será o próximo?
WJALMLRR
01
W
Willem
em 2021-09-28 10:11:28

Nicely photographic presented so.

02
J
Janita
em 2021-09-28 10:33:50

"Há tanto que ter vida ainda, quando já se a não tem..."
Tão verdade, isto!
Até esses três fogachos faiscantes, em três tempos vão arder.
O que lhes restará será somente a secura de pau... e nada ficará para evocar.

03
A
Ana Lúcia
em 2021-09-28 18:14:05

Adorei.
"Todo o presente espera pelo passado para nos comover. (...) O presente é cheio de urgências mas ele que espere.
Adorei as tuas "sementes" serão?!!!! com ar de festa. Urgentes... distantes da "ternura" da semente...

04
L
Lis
em 2021-09-28 22:59:29

Um doce toque de melancolia, como se precisasse mais Remus
Mas, vai tudo bem! nada de murmurações com tão lindos fachos de luz.
Gostei da máxima da semana_ bem apropriada_ só que mesmo fotografando ainda não aprendi... mas há tempo. Ou não?
meu abraço, de todo dia

05
M
Manu
em 2021-09-29 11:12:26

Gosto de recordar as coisas boa do passado, as menos boas servem de aprendizagem.
Gostei muito deste três momentos de luz.
Ficou uma foto muito original.

06
L
L Reis
em 2021-09-29 17:09:49

Virgílio Ferreira com a sua imensa sabedoria sempre a entrar em contramão nos caminhos da metafísica... seria difícil melhor escolha para "ilustrar", por palavras, estes 3 brilhantes momentos que, para mim, evocam a fragilidade do conceito de tempo. Apetece-me aplaudir, de pé, mas só para não lhe dar essa satisfação, aplaudo, antes, sentada.

07
R
Roadrunner
em 2021-10-02 18:29:05

Que raio de asteriscos são estes?! 😶

08
R
Remus
em 2021-11-25 19:52:27

Muito obrigado pelos vossos comentários. Eles são sempre muito apreciados.

Willem: Thank you.
Ana Lúcia: Sim, são sementes. ;-)
Lis: Claro que sim! Aos poucos, vamos todos aprendendo um pouco mais. ;-)
Roadrunner: São sementes, mas gostei dos "asteriscos". Acho que dá um bom nome para uma próxima fotografia. :-D