Pontos deVistas

A vida não é nem feia, nem bonita, mas é original.

Vida flutuante Anterior Seguinte

Vida flutuante

       Anterior Seguinte       

#Graphic

As viagens, os viajantes - tantas espécies deles!
Tanta nacionalidade sobre o mundo! tanta profissão! tanta gente!
Tanto destino diverso que se pode dar à vida,
À vida, afinal, no fundo sempre, sempre a mesma!
Tantas caras curiosas! Todas as caras são curiosas
E nada traz tanta religiosidade como olhar muito para gente.
A fraternidade afinal não é uma idéia revolucionária.
É uma coisa que a gente aprende pela vida fora, onde tem que tolerar tudo,
E passa a achar graça ao que tem que tolerar,
E acaba quase a chorar de ternura sobre o que tolerou!

Ah, tudo isto é belo, tudo isto é humano e anda ligado
Aos sentimentos humanos, tão conviventes e burgueses.
Tão complicadamente simples, tão metafisicamente tristes!
A vida flutuante, diversa, acaba por nos educar no humano.
Pobre gente! pobre gente toda a gente!

Excerto da «Ode Marítima» de Álvaro de Campos, heterónimo de Fernando Pessoa.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 3964
Publicação: 2020-09-14
Grupo: Grafismos
Câmara: COOLPIX L29
Abertura: f 5.3
Distância focal: 11.8 mm
Velocidade do obturador: 1/800 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Sede de diocese Até que a morte nos separe... No silêncio da tarde Óxido de ferro Reguladores de trânsito Se estás ausente Ao ver a chuva chegar Zeaxantina, betacaroteno e luteína

  Escolha da semana

A Left-Eyed View: Intersecting Buildings?
A Left-Eyed View: Intersecting Buildings?

  Comentários

Existem 8 pontos de vista. Quem será o próximo?
AMWOLARA
01
A
Ana Lúcia
em 2020-09-15 10:03:02

Curioso achado! Onde estava escrita essa frase?
A vida é tão efémera, nada é para sempre, está sempre tudo a mudar... As mudanças trazem situações novas, sensações novas... A vida vai-nos moldando.
Remus, o que será educar no humano?

02
M
Manu
em 2020-09-15 11:02:07

Parece ser um contentor, acertei?
Umas vezes em cima outras em baixo, a vida baloiça, ora em mar calmo ora numa turbulência que parece que tudo vai ao fundo :P

03
W
Willem
em 2020-09-15 17:02:45

Very well captured.

04
O
Omid
em 2020-09-16 21:38:25

such beautiful frame, color & graphics!
Amazing!

05
L
Lis
em 2020-09-17 01:42:00

A fotografia me faz lembrar algo flutuante mesmo_ dessas citações em embarcações.
A frase bem como o poema é uma constatação de um mundo cheio de complexidades e diversidades.
Sim, a vida é flutuante e ao sabor disso flutuamos juntos, aprendendo e nos educando, segundo o canto marítimo do poeta.
E o Remus botando a gente pra pensar rs
beijim

06
A
Alex
em 2020-10-07 15:38:38

eh pah... dá que pensar....

07
R
Remus
em 2020-10-30 21:07:21

Obrigado pelas vossas visitas e palavras.

Ana Lúcia: A fotografia foi feita na zona do porto de Leixões. A parte do porto que é virada para rua, está praticamente toda preenchida de contentores pintados com frases retiradas da «Ode Marítima» de Álvaro de Campos.
Manu: Aceitou. ;-)
Willem and Omid: Thanks.

08
A
Ana Lúcia
em 2020-10-30 22:22:57

Nunca fui ao Porto de Leixões. As cidades não são a minha zona de conforto :) Apesar de tirar fotografias a pessoas, custa-me. ;)