Pontos deVistas

Nem relógio trabalha de graça.

Fantasias & Modestas Anterior Seguinte

Fantasias & Modestas

       Anterior Seguinte       

#Flora

Desfolhei um malmequer para saber se me querias
No campo fiquei a ver outras florzinhas crescer
___ Imersa em mil fantasias.

As pétalas de malmequer são como noivas noivando
O amarelo é a coroa de ouro puro e pedrarias
___ O Luar e seu feitiço abençoando.



São singelas
e modestas
Nasceram por obra Divina
Não há flores
como estas
Encantam menino e menina.

Quem tem dinheiro
e poder
Oferece para seduzir
o perfume das Gardénias, ou
Orquídeas belas sem cheiro
Mas quem ama
de verdade
Oferece flores campestres.
Não mentem,
nem querem mentir.

Dois poemas, escritos de propósito para esta fotografia, da poetisa alentejana emprestada ao norte Janita.
Muito obrigado por ter aceite o desafio.

;-)

  Informação técnica

Fotografia N.º: 4763
Publicação: 2023-06-19
Grupo: Flora
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 7.1
Distância focal: 200 mm (35mm equiv.: 300 mm)
Velocidade do obturador: 1/800 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

As coisas misteriosas Encontrei oiro Move-se em gestos sem tento Encanto medieval Espantalho Padecente caminhando Jamais se tornaria borboleta Entre a minha casa e a tua

  Escolha da semana

A Left-Eyed View - The Tickle of Anthers and Filaments
A Left-Eyed View - The Tickle of Anthers and Filaments

  Comentários

Existem 9 pontos de vista. Quem será o próximo?
AAMSJWRJR
01
A
Ana Lúcia
em 2023-06-19 09:20:03

Fiquei rendida ao poema. :)
Embelezado por estas flores silvestres, sempre as minhas preferidas.

02
A
Ana Lúcia
em 2023-06-19 09:23:18

As minhas flores silvestres agradecem sinceramente o destaque. Já estão ruborizadas. :)

03
M
Manu
em 2023-06-19 13:54:12

Parabéns para a Janita pelo belo poema extensivos ao Remus que deixou aqui as mais belas e singelas flores

04
S
Steven
em 2023-06-19 15:09:00

Great poems that Janita provided for this photo, which radiates with beauty and warmth!

05
J
Janita
em 2023-06-19 15:58:25

Ruborizada estou eu pelo epíteto imerecido.
Poetisa, eu?
Oh, Remus, homem de Deus, se houvesse aqui um buraquinho, já nele me teria enfiado pela vergonha que sinto.😳

O meu muito obrigada a Todos. 🙏

06
W
Willem
em 2023-06-19 20:46:06

The poem fits precisely with the lovely image

07
R
Roadrunner
em 2023-06-19 21:56:07

Pois não me é de todo desconhecida esta veia artística da agora poetisa Janita, dado que lá no seu cantinho costuma exercitar a pena.
Quanto à foto, melhor acompanhamento não podia ter, ou vice-versa.

08
J
Janita
em 2023-06-19 23:25:14

😊

09
R
Remus
em 2023-08-21 19:31:01

Obrigado pelo vosso apoio. Ele é fundamental para a continuação deste projecto.

Steven and Willem: Thank you.