Pontos deVistas

Se queres prever o futuro, estuda o passado.

) ( Anterior Seguinte

) (

       Anterior Seguinte       

#Graphic

Por este chão que ando
Imaginando ondas, fito sonhos entre as sombras,
Ouço a intriga e o lamento
De um vento de outono
Que revela um lindo firmamento.

Puro azul que findas em ranhuras na espuma
Finos laços de algodão em pluma
Olhos rasos com a paz de um renascer
E quando o sol afunda em
Um abismo de brumas
O tempo é uma centelha
Deste jeito proprio de viver

Oh Tempo! Que de tão concreto... é abstrato
Flor de fim
De outono em um jardim de jasmins
Que é o aroma que eu aspiro
Em meio a suspiros densos
Caminho neste relvado vespertino
Abrandado pelas sombras do equinócio
E nuvens brancas e imaculadas do meu destino

Sabes que sou falso cativo deste tempo real
Junto a corações de vidro
Que se transbordam de poemas
Porem vislumbro-te na esteira destes sonhos vividos
De dimensão mediúnica
E em meu coração dividido
Você será sempre a primeira e a única...

Poema «Entre as Sombras e a Luz» de Alexandre Montalvan.

  Partilhe

  Informação técnica

Fotografia N.º: 4312
Publicação: 2021-12-05
Grupo: Grafismos
Câmara: NIKON D90
Abertura: f 4
Distância focal: 50 mm
Velocidade do obturador: 1/1000 sec
Flash: Não Disparado

  Mais fotografias

Tetracromata Está quase Génio da Independência Grãos de crenças e superstições Lancei as redes Fake news Feiura Mãos nos bolsos

  Escolha da semana

Existe um Olhar: Que caminho devo seguir?
Existe um Olhar: Que caminho devo seguir?

  Comentários

Existem 11 pontos de vista. Quem será o próximo?
RJSMMLWALRO
01
R
R Y K R D O
em 2021-12-05 10:39:48

Poema lindíssima, imagem deslumbrante. A conjunção poética perfeita
Um domingo feliz

02
J
Janita
em 2021-12-05 16:33:35

Esta foto é inconfundível... A La Remus, claro!
Fabulosa! :)

03
S
Steven
em 2021-12-05 17:16:33

A photo that is so appropriate for this beautiful poem!

04
M
Michael Rawluk
em 2021-12-05 23:28:12

That is superb the way the chain and the shadow play off each other.

05
M
Manu
em 2021-12-06 00:00:27

Apetece-me colocar aqui muitas interrogações, exclamações e reticências, mas para não ser desmancha prazeres vou seguir a foto e colocar (muito bonito).

06
L
Lis
em 2021-12-06 21:43:50

Fiquei horas a me interrogar a motivação da corda e sua sombra _ o sinal não consegui decifrar já o poema eu gostei quando li que 'o tempo de tão concreto, é abstrato'_ seria também a sombra caracterizando o abstrato da fotografia rsrs
Enfim, como ficarei sem resposta faço como a minha amiga Manu _ está bonito!

07
W
Willem
em 2021-12-07 17:09:42

This photo fits this poem exactly.

08
A
Ana Lúcia
em 2021-12-08 13:01:38

Como se fosse o corpo e a alma... Gostei da ideia.

09
L
L Reis
em 2021-12-08 21:00:26

Só mesmo esta criatura infernal para conseguir fechar um parêntesis ante de o abrir... isto é ir demasiado longe com o acordo ortográfico! Isto é crime contra as regres de pontuação e devia ser punido! Esta fotografia é absolutamente criminosa, de uma simplicidade letal e com uma composição ainda mais delinquente.
Declaro que esta fotografia devia ser minha e, nesse caso, e só nesse caso estaria perdoada. Assim não sendo, xilindró com ela!

10
R
Roadrunner
em 2021-12-09 15:14:53

O poema fala em azul mss o facto é que é vermelho e branco que aparece. E bem! 😆👏

11
O
Omar
em 2021-12-10 16:39:28

Wonderful catch, well seen and performed!